Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5772
Título: Profissão : Educador de Saúde. Opinião de docentes, não docentes e profissionais de saúde relativamente à formação profissional e específica de educadores de saúde.
Autor: Gabriel, Hélia Margarida Nora
Orientador: Quitério, Ana Luísa Dias
Palavras-chave: Cuidados de saúde primários
Determinantes de saúde
Educação para a saúde
Educador de saúde
Escolas promotoras de saúde
Estilos de vida saudáveis
Promoção da saúde
Data de Defesa: 2013
Citação: Gabriel, Hélia (2013) - Profissão : Educador de Saúde. Opinião de docentes, não docentes e profissionais de saúde relativamente à formação profissional e específica de educadores de saúde. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: Com o objetivo de conhecer a opinião de docentes, não docentes e profissionais de saúde relativamente à formação profissional e específica no âmbito da Educação para a Saúde (EpS) efetuou-se um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, utilizando a análise temática de conteúdo. Realizou-se uma entrevista semiestruturada a uma amostra de 39 sujeitos (dez docentes e onze assistentes operacionais de escolas básicas e secundárias, nove enfermeiros e nove médicos de cuidados de saúde primários) com idades entre os 24 e 62 anos. Os resultados revelaram que 22 sujeitos (maioritariamente profissionais do contexto escolar) consideraram pertinente a existência de um grupo profissional de educadores de saúde, enquanto 15 (maioritariamente profissionais de saúde) discordaram, dos quais oito (um docente, três enfermeiros e quatro médicos) referiram a criação de uma especialidade em vez de uma profissão. Transversalmente a todos os grupos profissionais, 25 sujeitos definiram educador de saúde como alguém que aconselha e ensina relativamente à manutenção da saúde e comportamentos saudáveis; 30 sujeitos consideraram a EpS extremamente importante na sua profissão; 32 sujeitos identificaram-se como educadores de saúde no exercício das suas funções. As respostas foram similares entre grupos profissionais, embora influenciadas pelos contextos laborais. Sugere-se formação em EpS para melhorar os conhecimentos específicos dos sujeitos do estudo nesta área.
Descrição: Mestrado em Ciências da Educação na especialidade de Educação para a Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5772
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese MCE_Hélia Gabriel_2013.pdf2,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.