Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/565
Título: La crédibilité de la politique de change depuis l'entrée de l'escudo dans le SME
Autor: Abreu, Margarida
Data: 1996
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Abreu, Margarida. 1996. "La crédibilité de la politique de change depuis l'entrée de l'escudo dans le SME". In Ensaios de Homenagem a Manuel Jacinto Nunes, 286-317. Lisboa: Instituto Superior de Economia e Gestão
Resumo: As autoridades portuguesas têm manifestado, desde a aprovação do Tratado de Maastricht, uma firme vontade de participação na União Monetária desde o seu início. Na estratégia de convergência nominal que tal escolha comporta, a estabilidade da taxa de câmbio tem constituído um objectivo central da política económica, tendo-lhe sido atribuída a função de âncora nominal do processo de desinflação. O presente trabalho procura analisar a credibilidade da política cambial seguida, desde a integração do escudo no mecanismo de taxas de cambio do SME até ao último realinhamento de Março de 1995. Os instrumentos dessa análise são os testes não paramétricos de Svensson aplicados á taxa de câmbio do escudo relativamente ao marco. O texto está organizado em duas partes. Na primeira parte são apresentados teoricamente os diferentes testes de credibilidade. Na segunda parte são apresentados e discutidos os resultados dos testes obtidos. A análise destes últimos sugere que, apesar do empenhamento das autoridades monetárias portuguesas, o objectivo de estabilidade cambial nunca foi (duradouramente) considerado credível pelos mercados.
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/565
Aparece nas colecções:DE - Capítulos/Artigos em Livros Nacionais / Chapters in Portuguese Books

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ma-artigo-1996.pdf2,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.