Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5491
Título: Implementação do projeto rastreio STOP (Simples Teste de Ovos Parasitários) em equídeos em Portugal Continental
Autor: Lopes, Ana Sofia de Pinho
Orientador: São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Carvalho, Luís Manuel Madeira de
Palavras-chave: Equídeos
Parasitas gastrintestinais
Diagnóstico coprológico
Desparasitação
Anti-helmínticos
Portugal Continental
Programa STOP
Equids
Gastrointestinal parasites
Coprological diagnosis
Deworming
Anthelmintics
Portugal mainland
STOP Program
Data de Defesa: 16-Abr-2013
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Lopes, A.S.P. (2013). Implementação do projeto rastreio STOP (Simples Teste de Ovos Parasitários) em equídeos em Portugal Continental. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Os parasitas são reconhecidos como importante causa de doença em equídeos. Ainda hoje, existem graves lacunas no que diz respeito ao controlo das principais parasitoses, quer pelo desconhecimento por parte dos proprietários do fenómeno parasitário e da necessidade do seu controlo, quer pela necessidade de um papel mais ativo dos médicos veterinários no tratamento e controlo das parasitoses. Com base nesta situação, a Merial Saúde Animal, Grupo Sanofi em colaboração com o Centro de Investigação Interdisciplinar em Sanidade Animal, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Técnica de Lisboa (CIISA/FMV/UTL), desenvolveram o projeto, “Rastreio STOP” (Simples Teste de Ovos Parasitários), que permitiu a realização desta dissertação de mestrado. O principal objetivo deste projeto foi estudar o parasitismo gastrintestinal dos equídeos pré-tratamento e avaliar a eficácia terapêutica decorrente da implementação de um programa de desparasitação de equídeos, com contagem de OPG e culturas fecais antes e pós tratamento. Assim, na aquisição de uma embalagem de medicamento contendo Ivermectina e/ou Ivermectina + Praziquantel, foi fornecido ao proprietário um Kit contendo dois sacos para colheita de fezes no dia 0 e dia 21 após desparasitação. As amostras foram enviadas ao Laboratório de Parasitologia e Doenças Parasitárias da FMV-UTL e submetidas a análise pelas técnicas de McMaster, Willis, Sedimentação e Coprocultura. Os resultados obtidos foram enviados posteriormente quer ao MV assistente, quer ao proprietário do(s) animal(ais). Os resultados apresentados referem-se à análise de amostras de um total de 85 animais. Pela técnica de McMaster observou-se que 32.9% das amostras eram positivas e que 67.1% negativas indicando que em Portugal Continental os animais são desparasitados sem avaliação prévia que indique a necessidade de desparasitação. Já nas coproculturas 39% eram positivas e 61% negativas. Tal como acontece nos restantes países do Mundo, observou-se um predomínio de Cyathostomum spp., cuja abundância nas amostras analisadas foi superior a 80% do total de larvas encontradas. As diferenças observadas no valor de OPG entre os animais estabulados e os animais ao ar livre, assim como no valor de OPG e o intervalo de tempo entre as desparasitações, foram consideradas estatisticamente significativas. Para determinar a eficácia terapêutica da Ivermectina e da associação da Ivermectina + Praziquantel, foi realizado o Teste de Redução de Contagem de Ovos Fecais (TRCOF), verificando-se 100% de eficácia destas substâncias ativas nos animais incluídos neste projeto, com exceção de um caso de eventual eficácia duvidosa (93,7%). De salientar, que em 13 animais só foi colhida a 1ªamostra e, portanto, para estes não foi possível avaliar a eficácia do anti-helmíntico utilizado. O Projeto STOP permitiu verificar que: a) a análise prévia dos animais antes da desparasitação deverá continuar a fazer parte integrante dos programas de controlo anti-parasitário; b) a ivermectina continua a ser um princípio ativo altamente eficaz; c) os programas de controlo e os princípios ativos utilizados nos mesmos devem ser monitorizados regularmente para confirmação da sua eficácia.
ABSTRACT - Implementation of the project Rastreio STOP (Simple Tests of Parasitic Eggs) in equids in Portugal mainland - Parasites are recognized as a major cause of disease in horses. Even today, there are serious gaps regarding the control of their major parasitic diseases, either by owners ignorance of the parasitic phenomenon and the need for itscontrol, or by the lack of a more active role by the veterinarian in the treatment and control of parasitic diseases. Based on this issue, Merial Animal Health, Sanofi Group and the Interdisciplinary Research Centre in Animal Health, Faculty of Veterinary Medicine, Technical University of Lisbon (CIISA/FMV/UTL), developed the project "RASTREIO STOP" (Simple Test Of Parasitic Eggs), which allowed this master thesis. The main objective of this project was to study the gastrointestinal parasitism before treatment in horses and evaluate the effectiveness of the implementation of a deworming program for horses, accompanied by pre and post EPG counts and faecal cultures. For this, the acquisition of a medicine package containing Ivermectin and / or Ivermectin + Praziquantel, the owner receives a kit containing bags for collection of feces on day 0 and day 21 of deworming. Later, they sent the samples to the Laboratory of Parasitology and Parasitic Diseases of the FMV-UTL, where parasitological techniques were performed, namely McMaster counts, Willis flotation test, Sedimentation test and fecal cultures. Finally, a report was sent with the results of analysis to the veterinary practitioner and the owner. The results represent the samples from 85 animals. In McMaster technique it was found that 32.9% of samples were positive and 67.1% were negative, which shows that in Portugal mainland, animals continue to be dewormed without prior evaluation indicating the need for deworming. From fecal cultures performed to date, 39% were positive and 61% were negative. As reported elsewhere in the world, there was a predominance of Cyathostomum spp., with an abundance in the positive samples greater than 80% of larvae found. The differences observed in the amount of EPG between stabled and outdoor animals, as well as the amount of EPG and the time gap between deworming were considered statistically significant. Concerning the Faecal Egg Reduction Test (FECRT), 100% efficacy was observed for ivermectin in the analyzed samples, with the exception of one case of doubtful efficacy (93,7%). A remark should be made,since in 13 animals only the 1st sample was collected and therefore it was not possible for these animals to evaluate the efficacy of the used anthelmintic. Project STOP has shown that: a) the previous analysis of animals before deworming should continue to be an integral part of control programs antiparasitic b) ivermectin remains a highly effective active ingredient c) control programs and active ingredients used in them should be monitored regularly to confirm their effectiveness.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5491
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.