Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5471
Título: Influência do tratamento quimioterápico para linfoma na dinâmica de infecção pelo parvovírus canino
Autor: Elias, Marta Alexandra Ochoa de Pereira
Orientador: Lourenço, Ana Mafalda Gonçalves Xavier Félix
Vicente, Gonçalo Eduardo Vítor
Palavras-chave: Imunodepressão
Linfoma canino
CHOP
Parvovírus canino
Cão
Immunosuppression
Canine lymphoma
CHOP
Canine Parvovirus
Dog
Data de Defesa: 8-Abr-2013
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Elias, M.A.O.P. (2013). Influência do tratamento quimioterápico para linfoma na dinâmica de infecção pelo parvovírus canino. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A melhoria dos programas vacinais e nutricionais em medicina veterinária, bem como o desenvolvimento de novas técnicas de diagnóstico e tratamento, têm aumentado a esperança média de vida dos nossos pacientes. Em contrapartida, existe uma maior probabilidade de desenvolvimento de doenças geriátricas, especialmente do foro oncológico. O linfoma é a neoplasia hematopoiética mais frequente no cão e apresenta um excelente paralelismo com a congénere humana. Para o seu tratamento, a maioria dos protocolos quimioterápicos utilizados em medicina veterinária são modificações do protocolo CHOP, inicialmente desenvolvido para tratamento do linfoma humano. Estes fármacos exercem a sua acção sobre células em divisão activa, podendo comportar efeitos secundários, especialmente ao nível da medula óssea (neutropénia, trombocitopénia) e do tracto gastrointestinal (vómito, diarreia, anorexia). No Homem, a combinação dos efeitos desta neoplasia (tipicamente imunodepressora) e seu tratamento torna os pacientes mais susceptíveis ao desenvolvimento de infecções oportunistas. A necessidade de caracterizar esta susceptibilidade nos nossos animais é crescente, dada a escassez de informação disponível. Assim, este trabalho teve dois objectivos principais: verificar quais as alterações imunitárias ocorridas em oito cães submetidos ao protocolo CHOP para o tratamento de linfoma, no que se refere à dinâmica de infecção pelo parvovírus canino (CPV); e determinar qual o papel do linfoma nas referidas alterações. Esta avaliação teve como base a carga viral do CPV e a sua excreção nas fezes, bem como a respectiva resposta humoral e a comparação dos resultados obtidos com os de um grupo controlo de animais saudáveis. As amostras foram colhidas imediatamente antes do início da primeira sessão (T0) e em mais três momentos durante os primeiros 2 ciclos de tratamento. Contrariamente ao que se poderia pensar, não foram observadas evidências de uma diminuição da resposta imunitária, quer no momento de admissão, quer após dois ciclos de quimioterapia. Adicionalmente, os resultados obtidos indicam que a imunidade previamente estabelecida através de vacinação contra o CPV não foi significativamente comprometida, tendo os animais mantido os títulos de anticorpos vacinais capazes de responder a uma possível exposição natural. Assim, fica reforçada a ideia de que a imunodepressão como consequência de neoplasias hematopoiéticas e seus tratamentos em cães necessita de estudos mais apurados, não podendo as conclusões ser extrapoladas da medicina humana.
ABSTRACT - Influence of chemotherapy for lymphoma in canine parvovirus infection dynamics - Improved vaccination and nutrition programs in veterinary medicine, as well as the development of new diagnostic and treatment techniques has increased the life expectancy of our patients. In contrast, there is a greater probability of developing geriatric diseases, particularly oncological. Lymphoma is the most common hematopoietic tumour in dogs and presents an excellent parallelism with the human counterpart. For its treatment, most chemotherapy protocols used in veterinary medicine are modifications of CHOP protocol, originally developed for the treatment of human lymphoma. These drugs act on actively dividing cells, and could result in side effects, especially in the bone marrow (neutropenia, thrombocytopenia), and gastrointestinal tract (vomiting, diarrhoea, anorexia). In Man, the combination of the effects of this tumour (typically immunosuppressive) and its treatment increases patients susceptibility to opportunistic infections. The need to characterize this susceptibility in our animals is growing, given the shortage of information available. Therefor, this study had two main objectives: to assess what immunological changes occurred in eight dogs undergoing CHOP protocol for the treatment of lymphoma, with regard to the dynamics of infection with canine parvovirus (CPV); and to determine the effect of lymphoma in such immunological changes. This evaluation was based on CPV viral load and its excretion in the faeces, as well as the dogs humoral response and the comparison of the results with those of a healthy dog control group. Samples were collected immediately before the first session (T0) and on three additional time points during the first two treatment cycles. Contrary to what one might think, no significant evidence of decreased immune response, either at the time of admission, or after two cycles of chemotherapy was observed. Additionally, the results indicate that previously established immunity by vaccination against CPV was not significantly impaired, and the animals maintained the vaccine antibodies titers capable of responding to a possible natural exposure. Thus, the results support the idea that immunosuppression as a result of hematopoietic neoplasms and their treatment in dogs requires further investigation, and that conclusions cannot be extrapolated from human medicine.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5471
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Influência do tratamento quimioterápico para linfoma na dinâmica de infecção pelo parvovírus canino.pdf1,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.