Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/543
Título: Influência da massa magra no desenvolvimento esquelético : estudo comparativo entre atletas e não atletas de ambos os géneros
Autor: Belfort, Dilson Rodrigues
Orientador: Baptista, Maria de Fátima Marcelina
Palavras-chave: Atleta
Composição corporal
Conteúdo mineral ósseo
Densidade mineral óssea
Desporto
Massa magra
Data de Defesa: 16-Fev-2009
Resumo: Propósito: Comparar o conteúdo mineral ósseo (CMO), área óssea (AO),CMO e AO para massa magra (MM), e CMO e AO para altura corporal, em atletas e não atletas de ambos os géneros. Métodos: A amostra foi constituída por 260 atletas, 120 raparigas (18,3±4,0 anos; 21,7±2,2 kg/m2), e 140 rapazes (18,8±3,9 anos; 22,8±2,2 kg/m2), e 458 não atletas, 272 raparigas (17,7±6,0 anos; 22,8±4,3 kg/m2), e 186 rapazes (17,19±4,8 anos; 23,1±4,3 kg/m2), com faixa etária de 10-33 anos. CMO, AO e MM corporal total foram avaliados através de DXA. Altura corporal foi medida em um estadiómetro. ANCOVA foi usada para analisar os principais efeitos e interacções de condição (atleta vs. não atletas) e género (rapazes vs. raparigas) em CMO, AO, CMO/MM, AO/MM, CMO/altura corporal e AO/altura corporal. Análise de CMO e AO foram ajustadas para peso e altura corporal; CMO/MM e AO/MM foram ajustados para altura corporal; e CMO/altura corporal e AO/altura corporal foram ajustados para o peso corporal. Resultados: Foi observado um efeito principal na condição, com atletas demonstrando maiores valores que não atletas no CMO, AO, CMO/altura corporal, e AO/altura corporal. Um efeito principal no género também foi observado, com rapazes apresentando valores mais elevados do que as raparigas no CMO, AO, CMO/altura corporal, e AO/altura corporal, e raparigas demonstrando maiores valores do que os rapazes no CMO/MM e AO/MM. Um interacção significante foi encontrada no CMO e DMO, com os rapazes atletas demonstrando maiores valores do que as raparigas atletas,quando comparados com os respectivos grupos de controlo. Conclusão: O grupo de atletas apresentou valores mais elevados de CMO, AO e MM do que o grupo de não atletas, assim como os rapazes comparativamente às raparigas. O Equilíbrio músculo-osso, nomeadamente as razões CMO/MM e AO/MM, demonstraram-se semelhantes entre atletas e não atletas, porém mais elevadas nas raparigas do que nos rapazes. Este estudo evidencia uma maior contribuição da MM no CMO de raparigas comparado aos rapazes, mas menores benefícios da prática desportiva no CMO e DMO total nas raparigas comparativamente aos rapazes.
Purpose: To compare bone mineral content (BMC), bone area (BA), BMC and BA for lean mass (LM), and BMC and BA for body height, in athletes and non-athletes of both genders. Methods: Subjects were 260 athletics, 120 female (18.3±4.0 yrs; 21.7±2.2 kg/m2), and 140 males (18.8±3.9 yrs; 22.8±2.2 kg/m2), and 458 non-athletics, 272 female (17.7±6.0 yrs; 22.8±4.3 kg/m2), and 186 males (17.9±4.8 yrs; 23.1±4.3 kg/m2), with an age range from 10 to 33 years. BMC, BA and LM of total body were evaluated by dual x-ray absorptiometry. Standing height was measured on a stadiometer. ANCOVA was used to analyze the main and interaction effects of condition (athlete vs. non-athlete) and gender (male vs. female) on BMC, BA, BMC/LM, BA/LM, BMC/body height and BA/body height. Analysis of BMC and BA were adjusted for body weight and height; BMC/LM and BA/LM were adjusted for body height; and BMC/body height and BA/body height were adjusted for body weight. Results: It was observed a condition main effect with athletes presenting higher values than non-athletes on BMC, BA, BMC/body height, and BA/body height. A gender main effect was also observed with males having higher values than females on BMC, BA, BMC/body height, and BA/body height , and females demonstrating higher values than males on BMC/LM and BA/LM . A significant interaction effect was found on BMC and BMD, with athletic males revealing higher values than athletic females when compared to respective control groups. Conclusion: Despite highest values of BMC, BA and LM in athletes than in non-athletes, and in males compared to females, muscle-bone balance, namely, BMC/LM and BA/LM ratios were similar between athletes and non athletes and higher in females than in males. Regarding BMC and BMD,males benefited more than females from sports commitment.
Descrição: Mestrado em Exercício e Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/543
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
EXS - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dilson_mestrado.pdf291,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.