Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5367
Título: Factores de risco de eliminação em provas de resistência equestre realizadas em Portugal e Espanha
Autor: Ferreira, Cláudia Sofia da Silva
Orientador: Mira, Mónica Alexandra Freire Cardoso de
Dias, Graça Maria Leitão Ferreira
Palavras-chave: Cavalos
provas de resistência equestre
inspeção veterinária
eliminação metabólica
eliminação por claudicação
horse
endurance rides
vet-gate
metabolic elimination
elimination due to lameness
Data de Defesa: 11-Fev-2013
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Ferreira, C.S.S. (2013). Factores de risco de eliminação em provas de resistência equestre realizadas em Portugal e Espanha. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Resumo: Segundo a FEI (Federação Equestre Portuguesa) a resistência equestre foi a disciplina equestre com maior crescimento na última década, representando atualmente a segunda modalidade mais praticada em todo o mundo. As provas de resistência equestre pela sua exigência e competitividade crescente podem levar a descompensações metabólicas graves e a lesões locomotoras irreversíveis, razões pelas quais o cavalo é obrigatoriamente monitorizado por uma equipa veterinária, que avalia o estado metabólico e locomotor do cavalo antes, durante e no final da prova. As taxas de eliminação são geralmente elevadas, tendo um estudo recente revelado um total de 46% de eliminações em provas internacionais, representando a presença de claudicação a causa para a eliminação mais elevada (69.2%), seguida da eliminação por causas metabólicas (23.5%). O objetivo deste estudo foi documentar taxas de eliminação e identificar potenciais fatores de risco para a eliminação de cavalos em competições internacionais realizadas em Portugal e Espanha e comparar os resultados com outros estudos epidemiológicos. Foram recolhidas informações de 170 cavalos em oito provas, nomeadamente identificação e historial desportivo, dados registado nos verbetes veterinários e elementos relativos à prova, tais como distância, velocidade e tempos de recuperação para cada fase. A taxa de cavalos eliminados foi de 31,2%, sendo a presença de claudicação a causa mais comum de eliminação com 73,6%, representando as eliminações por alterações metabólicas apenas 9,4% dos distúrbios metabólicos. O número de eliminações em provas anteriores, as alterações nas mucosas, a diminuição da motilidade intestinal e as alterações na avaliação do trote, na segunda metade da prova, foram considerados fatores de risco de eliminação. Este resultado sugere que fatores específicos estão associados a eliminação dos cavalos participantes em provas de resistência equestre, sendo que estes fatores poderão ser úteis na identificação de cavalos com um maior risco de serem eliminados e prevenir assim situações de morbilidade associadas ao esforço exigido neste desporto equestre.
ABSTRACT - Risk factors for elimination in endurance rides in Spain and Portugal - According to the FEI (Fédération Equestre Internationale) endurance riding was the fastest growing equestrian sport in the last decade, representing nowadays the second most popular discipline worldwide. Due to its challenging nature and increasing competivity, endurace competitions can lead to severe metabolic disorders and irreversible musculoskeletal lesions and therefore the metabolic and musculoskeletal status of the horses have to be monitored by a veterinary commission. Elimination rates are usually high, as showed by a recent study that revealed am elimination rate of 46%, being the presence of lameness the main reason for elimination (69.2%)followed by the eliminations for metabolic reasons (23.5%). The purpose of this study was to document the elimination rates and identify the risk factors for elimination in international events in Portugal and Spain and to compare the results with other epidemiological studies. Information of 170 horses taking part in eight international competitions were collected and those included signalement, veterinary cards data and race details. The overall elimination rate was 31.2% with lameness being the most common cause of elimination followed by the eliminations for metabolic reasons, representing 73.6%, and 9.4% respectively. The risk for elimination increased with the number of past eliminations, mucous membranes abnormalities, reduced gut sounds and mild lameness in the second half of the ride. This results suggest that specific factors were associated with elimination of horses from endurance competitions. These factors may be used to help identify horses at higher risk for elimination and prevent morbidity associated with competition.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5367
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO FACTORES DE RISCO EM RESISTENCIA EQUESTRE.pdf1,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.