Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5207
Título: Cinética do consumo de oxigénio e velocidade crítica em nadadores
Autor: Bernardo, Rudi Alexandre
Orientador: Alves, Francisco José Bessone Ferreira
Palavras-chave: Constante temporal
Fase primária da cinética do consumo de oxigénio
Pontos FINA
Pontos de velocidade crítica
Velocidade aeróbia máxima
Velocidade crítica
Velocidade de nado
Data de Defesa: 2013
Citação: Bernardo, Rudi (2013) - Cinética do consumo de oxigénio e velocidade crítica em nadadores. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana.
Resumo: A presente dissertação teve como principal objectivo, verificar a existência de uma possível associação entre a constante temporal, a Velocidade critica e o desempenho competitivo, em nadadores de nível médio nacional. Devido à heterogeneidade da amostra, nomeadamente o facto de integrar nadadores de ambos os sexos, os tempos de competição foram transformados em pontos da escala de valorização da FINA (www.fina.org), para, deste modo, se proceder aos cálculos estatísticos adequados. A amostra foi constituída por 6 nadadores de ambos os sexos, que realizaram um total de 3 protocolos. O primeiro - teste de velocidade crítica (Vc), foi elaborado com o objectivo de determinar a velocidade de nado à velocidade crítica, o segundo - protocolo progressivo descontínuo foi realizado de forma a determinar o VO2max e a velocidade aeróbia máxima (Vam), e por último – o protocolo rectangular, realizado com o objectivo de determinar a curva da cinética do consumo de oxigénio e a respectiva constante temporal (τVO2). Os resultados demonstram que existe uma associação negativa elevada entre os pontos 90% da Vam (PVam90) e a τVO2 (rho= -0,56; p=0,32). Na outra associação realizada entre a τVO2 e os pontos da velocidade critica (PVc) (rho=0,05, p=0,93), verificou-se que existia uma associação positiva fraca e na associação entre os PVc e os PVam90 (rho=0,85, p=0,03) obteve-se uma associação é positiva elevada. Considera-se assim que a variação da Vc, aparenta fazer variar a velocidade de nado a 90% da Vam e vice versa. A τVO2 parece influenciar a Vc, sendo que uma τVO2 mais lenta indica ser acompanhada por uma diminuição da velocidade de nado a 90% da Vam.
Descrição: Mestrado em Treino de Alto Rendimento
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5207
Aparece nas colecções:BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RudiBernardo_Tese final.pdf685,39 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.