Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5187
Título: Understanding the Portuguese Unit Labor Costs
Autor: Santos, Luís Filipe Ávila da Silveira dos
Orientador: Centeno, Mário
Data de Defesa: Out-2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Santos, Luís Filipe Ávila da Silveira dos. 2012. "Understanding the Portuguese Unit Labor Costs". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: This paper analyzes the effects of monetary policy and financial variables over Portuguese firm-level Unit Labor Costs (ULCs), between 2006 and 2009. It focuses on log-decomposing ULCs, as wages, number of employees, value added and price deflator, allowing isolating the main contributors for the overall effect. Using merged information from firms annual balance sheet, annual employer-employee dataset and price indexes datasets (Industrial Price Production Index and Consumer Price Index), we have obtained the following results: (i) Value Added stands as the highest contributor for the Small firms’ overall effect, on the other hand, for the Medium and Large firms case, the overall effect is driven by the Labor Market variables; (ii) on a year-by-year analysis, no statistical evidence on dynamic instability of the estimated effects; (iii) for the dynamic model, only statistically significant contemporaneous effects of the monetary policy and financial variables over Small firms’ ULCs.
O presente artigo analisa os efeitos da política monetária e das variáveis financeiras sobre os Custos do Trabalho por Unidade Produzida (CTUPs), ao nível das empresas Portuguesas, entre 2006 e 2009. Dá-se especial enfoque à decomposição logarítmica dos CTUPs, enquanto salários, número de trabalhadores, valor acrescentado e deflator de preços, permitindo isolar o principal contribuinte para o efeito global. Usando informação combinada do balanço anual das empresas, informação do trabalhador e de índices de preços (Índice de Preços na Produção Industrial e Índice de Preços no Consumidor), obtivemos os seguintes resultados: (i) o Valor Acrescentado é o principal contribuinte para o efeito global, no caso das Pequenas empresas, por sua vez, no caso das Médias e Grandes empresas, as variáveis do Mercado de Trabalho aparecem como as principais contribuintes do efeito global; (ii) numa análise anual, não existe evidência estatística a favor da instabilidade dos efeitos estimados; (iii) para o caso do modelo dinâmico, apenas efeitos contemporâneos estatisticamente significativos da política monetária e das variáveis financeiras, sobre os CTUPs das Pequenas empresas.
Descrição: Mestrado em Econometria Aplicada e Previsão
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5187
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DM - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-LFASS-2012.pdf533,15 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.