Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5111
Título: O efeito da música ambiente no comportamento de clientes : o caso dos restaurantes
Autor: Geraldes, Maria Inês Conde Barroso
Orientador: Veríssimo, José
Palavras-chave: Musicscape
música ambiente
restaurantes
Self-service
background music
restaurants
Data de Defesa: Set-2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Geraldes, Maria Inês Conde Barroso. 2012. "O efeito da música ambiente no comportamento de clientes : o caso dos restaurantes". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: No marketing de serviços, a forma como o ambiente de serviço afecta o estado de espírito do cliente, provoca um comportamento de afastamento ou aproximação. Pode dizer-se que esta é uma área ainda com muito por explorar, pois os estudos académicos tanto revelam resultados similares entre si, como resultados que por vezes se opõem. A presente investigação visa explorar de que forma o estímulo música, mais concretamente o tempo da música, influencia o tempo de permanência e os gastos efectuados pelos dos clientes num restaurante. Para concretizar esse objectivo, foi realizada uma experiência de campo num restaurante situado nas instalações universitárias do Instituto Superior de Economia e Gestão, onde foram recolhidos dados por observação e questionário em três cenários diferentes: sem música ambiente, com música ambiente de tempo lento e com música ambiente de tempo rápido. Verificou-se que a presença de música ambiente aumenta o tempo de permanência no restaurante, bem como o total de gastos efectuados e, especificamente, os gastos efectuados em comida. A música de tempo lento fez com que o tempo de permanência aumentasse embora não de forma significativa. Pensa-se que a restrição de tempo poderá ter sido a causa para não se ter observado um efeito significativo. A música de tempo rápido fez com que os gastos efectuados aumentassem de forma significativa o que contraria os resultados de alguns estudos. A antecipação de uma experiência positiva e o tipo de serviço do restaurante ser Self-service são potenciais causas explicativas para a obtenção destes resultados.
In services marketing, the way a service environment affects the consumer’s mindset induces an approach or avoidance behavior. This research theme has still much to ascertain since academic studies reveal similar results but sometimes opposite results. This investigation aims to explore how the music stimulus, specifically the music tempo, influences the time and money spent by restaurant costumers. A field experiment in a restaurant, located at university of Instituto Superior de Economia e Gestão, was carried out and data was collected by observation and questionnaire in three different scenarios: without background music, with slow tempo background music and with fast tempo background music. Results show that the presence of background music increases the time spent in the restaurant, the total of expenditures and specifically expenditures in food. Slow tempo music has increased the time spent in the restaurant but not significantly. It is thought that time restriction may be the cause that prevent the observation of this significantly effect. In addition, fast tempo music as increased the money spent in the restaurant in a significantly way, which contradicts some studies results. A positive expectation of an experience and the Self-service of the restaurant are potential causes that explain this obtained results.
Descrição: Mestrado em Marketing
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5111
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-MICBG-2012.pdf1,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.