Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5110
Título: Start-up financing : what has changed since the 2008-2009 crisis?
Autor: Mahomed, Riaz Amin
Orientador: Venâncio, Ana
Palavras-chave: Financial Crisis
New Ventures
Start-ups
Capital Structure
Firm Entry
Data de Defesa: Set-2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Mahomed, Riaz Amin. 2012. "Start-up financing : what has changed since the 2008-2009 crisis? ". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: This paper analyzes the impact of the 2008-2009 crisis on new firms’ initial capital structure. There is strong evidence that the recent financial crisis has severely affected not only firm creation and firm survival but also its ability to obtain external financing. Financial institutions and vulnerable countries are also struggling to keep their finances in order amidst the financial turmoil in the banking sector and the near-bankruptcy of some countries. Using Portuguese micro-level firm and matched employer-employee data that contain unique and detailed information on firms, founders and year-end financial data, we first evaluate the effect of the financial crisis on firm entry. Then, we evaluate the changes on new firms’ initial capital structure in the period between 2004 and 2009. Particularly, we evaluate the effect of the crisis on internal and external capital, and within the last category, leasing, trade credit and bank loans. Results suggest that firms in Portugal were somewhat affected by the financial crisis. However, the magnitude of the results is not severe. Our results show that firm entry was negatively affected in 2009 by 0.02, showing that the financial crisis started to impact firm creation in 2009. Also, data shows a decrease of 0.03 in external capital and an increase of 0.03 in internal capital in 2009, suggesting a substituting effect between outside and internal financing. Regarding trade credit, results show an increase of 0.20 in 2008 and 0.18 in 2009, pointing to an increase in this kind of financing as the financial crisis settles in Portugal. Finally, no significant effect was found on leasing, short-term bank loans and long-term bank loans due to the financial crisis.
Esta dissertação analisa o impacto da crise de 2008-2009 na estrutura de capital inicial das novas empresas. Existem fortes evidências de que a crise financeira afectou severamente não só a criação e sobrevivência das novas empresas mas também a sua capacidade de obter financiamento externo. Instituições financeiras e países mais vulneráveis têm tido dificuldades em manter a sua situação financeira estável no meio do tumulto financeiro que afectou gravemente o sector financeiro e quase levou alguns países a falência. Utilizando uma base de dados única de empresas, fundadores e empregados com informação detalhada sobre as características demográficas e educacionais de cada individuo e informação financeira, avaliamos, em primeiro lugar, o efeito da crise financeira na criação de empresas. Seguidamente, avaliamos as alterações na estrutura de capital inicial das empresas no período compreendido entre 2004 e 2009, nomeadamente no capital interno e externo, e dentro desta ultima categoria, no leasing, no trade credit e nos empréstimos bancários. Os resultados sugerem que as empresas em Portugal foram afectadas pela crise financeira. No entanto, a magnitude dos resultados não é severa. Os resultados mostram que a criação de empresas foi negativamente afectada em 2009 em 0.02, mostrando que a crise financeira apenas começou a ter um efeito negativo na criação de empresas em 2009. Os dados também mostram uma diminuição de 0.03 no capital externo e um aumento de 0.03 no capital interno em 2009, reflectindo o efeito de substituição entre financiamento externo e fundos internos. Relativamente ao trade credit, os resultados mostram um aumento de 0.20 em 2008 e de 0.18 em 2009, sugerindo um aumento deste tipo de financiamento a medida que a crise se instala em Portugal. Por fim, não foram encontradas evidencias empíricas sobre o impacto da crise financeira no leasing e nos empréstimos bancários de curto e de longo prazo.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5110
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-RAM-2012.pdf350,16 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.