Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/5098
Título: Mobile Banking : factores influenciadores da utilização de APPS bancárias
Autor: Domingos, Clara Rita Rodrigues
Orientador: Veríssimo, José
Palavras-chave: Mobile banking
teoria da difusão da inovação
risco percebido
confiança
perfil socio demográfico
Apps bancárias
Mobile banking
innovation diffusion theory
perceived risk
trust
socio demographic aspects,
Apps
Data de Defesa: Set-2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Domingos, Clara Rita Rodrigues. 2012. "Mobile Banking : factores influenciadores da utilização de APPS bancárias". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Os canais electrónicos, fruto do desenvolvimento tecnológico, vieram transformar por completo o relacionamento dos Bancos com os seus clientes, nos últimos anos. O canal de mobile banking, é a mais recente aposta dos Bancos em termos de canais electrónicos apresentando como principais vantagens a redução de custos e a ubiquidade, permitindo aos clientes aceder ao banco em qualquer hora e/ou local, a partir de um smartphone ou tablet com ligação à internet. No entanto, apesar das vantagens de utilização, a taxa de adopção das Apps bancárias fica muito aquém das expectactivas, pelo que se torna crucial conhecer os factores que influenciam o processo de decisão. É nesta perspectiva que surge esta investigação. Construiu-se um modelo de pesquisa resultante da combinação da Teoria da Difusão da Inovação, Risco Percebido, Confiança e características sócio demográficas. As hipóteses formuladas foram testadas, no âmbito de uma análise quantitiva, tendo por base 439 questionários recolhidos online, durante a primeira semana de Setembro de 2012. Concluiu-se que a Compatibilidade e a Complexidade são factores que influenciam directa e positivamente a adopção, de acordo com a literatura existente. Contrariamente às evidências empíricas mais consensuais, a Vantagem Relativa apresentou-se como factor inibidor e o Risco Percebido tal como a Confiança foram considerados insignificantes. O Sexo, a Idade, a Situação Profissional e o Rendimento Anual Líquido revelaram-se predictores de potenciais utilizadores das Apps bancárias.
Electronic channels, children of technological development, arrived to change the landscape of bank-client relationships completely, in the last few years. The mobile banking channel represents the banking market’s most recent bet in this field, an evolution over SMS exchange, combined with WAP, leading to banking Apps. This channel’s main advantages are cost reduction and ubiquity, which allows clients to access their accounts anywhere, at any time, from a mobile phone or tablet, provided there’s an internet connection. Despite all the advantages, the acceptance rate of mobile banking Apps has been casting a shadow over previous forecasts, making it crucial to understand what factors could be influencing the decision-making process. This study aims to shed some light on the subject. For that purpose, a research model has been put together, which combines Innovation Diffusion Theory, Perceived Risk, Trust and Social demographic aspects. The hypotheses formulated in this study have been tested, quantitatively, against 439 on-line surveys, during the first week of September, 2012. It was concluded that Compatibility and Complexity (or lack of thereof) are variables that impact positively and directly in the acceptance of mobile banking Apps, which is in accordance with existing literature. Against consensual empiric certainties, Relative Advantage proved to be an inhibiting factor and both Perceived Risk and Trust have been deemed insignificant. Gender, Age, Job Situation and Net Annual Income revealed themselves as the predictors of potential users of banking Apps.
Descrição: Mestrado em Marketing
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/5098
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-CRRDN-2012.pdf604,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.