Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4995
Título: A importância do poder na criação do GATT : a influência do poder estatal nas negociações do acordo
Autor: Severino, Krisvanbaelen Alexandra dos Santos
Orientador: Gomez Olivares, Mario
Palavras-chave: GATT
Poder
Poder Estatal
Interesses
Negociaçõess
Power
State Power
Interests
Negotiations
Data de Defesa: Set-2012
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Severino, Krisvanbaelen Alexandra dos Santos. 2012. "A importância do poder na criação do GATT : a influência do poder estatal nas negociações do acordo". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: RESUMO: O GATT 1947 foi um acordo de redução tarifária celebrado por 23 países em Genebra. A forma como o poder estatal influenciou a sua forma pode ser observada através do processo de negociações que levaram ao acordo. O processo de negociações foi logo condicionado pelo poder na medida em que os EUA, a maior potência ocidental, iniciou negociações com o Reino Unido. O interesse de ambos os países determinou quem podia participar das negociações de Genebra. Mostrando isso como os actores mais poderosos estabeleceram os parâmetros da negociação do acordo. O poder também pode ser observado efectivamente nas negociações de Genebra através do “bargaining power” dos diferentes países e a capacidade que eles tiveram de representar os seus interesses no acordo. Porém, também aqui os EUA assumiram centralidade na medida em que os outros negociaram tendo como referência os seus interesses.
The GATT 1947 was an agreement for tariff reductions celebrated between 23 countries in Geneva. The way that state power affected its design can be observed through the negotiation process that led to the agreement. The negotiation process was conditioned by power right away in the sense that the United States, the biggest power in the western world, initiated negotiations with the United Kingdom. The interest of both these countries (and the countries of interest to them) determined who could participate in the Geneva negotiations. This shows how the most powerful actors established the parameters of the negotiation of the agreement. Power can also be observed effectively in the Geneva negotiations by the bargaining power of the different countries and how they were able to represent their interests in the agreement. However, in this too the US took center stage in the sense that the others bargained in reference to this country’s interests.
Descrição: Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4995
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-KASS-2012.pdf333,97 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.