Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4937
Título: Controlo de pragas no Jardim Zoológico de Lisboa : particular relevância para o controlo de roedores e sua infeção parasitária
Autor: Crespo, António Pedro Marcos Avérous Mira
Orientador: Lapão, Narciso António Esteves
Vaz, Yolanda Maria
Palavras-chave: Jardim Zoológico de Lisboa
higiene e segurança
controlo de pragas
identificação de potenciais perigos
infeção parasitária em Mus musculus e Rattus norvegicus
Lisbon Zoo
health and safety
pest control
identification of potential hazards
parasite infection in Mus musculus and Rattus norvegicus
Data de Defesa: 26-Nov-2012
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Crespo, A.P.M.A.M. (2012). Controlo de pragas no Jardim Zoológico de Lisboa : particular relevância para o controlo de roedores e sua infeção parasitária. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Os parques zoológicos constituem ecossistemas partilhados por espécies domésticas e silvestres e pelo Homem, o que facilita a entrada de agentes patogénicos, sendo fundamental o estabelecimento de um programa de medicina veterinária preventiva, onde o cumprimento de todas as regras de segurança e higiene e o controlo de pragas são fundamentais. Assim, o presente estudo que decorreu no Jardim Zoológico de Lisboa, durante o ano de 2011, teve como objetivo efetuar um levantamento sobre as práticas de higiene e segurança, com ênfase no controlo de pragas, mediante observações in loco, entrevistas aos tratadores e responsáveis pelas empresas de controlo de pragas e a aplicação de um inquérito aos tratadores, com vista à identificação dos graus de infestação e práticas de prevenção e controlo. Dada a importância que os roedores representam como hospedeiros de um elevado número de espécies parasitárias foi ainda objetivo deste estudo a determinação da infeção parasitária em 100 roedores capturados (50 Mus musculus; 50 Rattus norvegicus). Através das observações realizadas e da análise das respostas obtidas no inquérito aos tratadores, verificou-se que de uma maneira geral, os cuidados de higiene e segurança praticados no Jardim Zoológico de Lisboa vão ao encontro do preconizado por vários autores, no entanto, alguns aspetos, relativamente à prevenção e ao controlo de pragas poderiam ser melhorados. São apresentadas neste trabalho sugestões de melhoramento, e sugere-se ainda que as ações de formação aos tratadores sejam estendidas a esta temática, caracterizando as espécies de pragas existentes e as doenças por elas transmitidas, para incentivar uma melhor deteção e controlo das mesmas. No estudo parasitário verificou-se que 82 roedores (82,0 %) apresentavam formas de eliminação parasitária, com maior proporção de animais positivos para a espécie Rattus norvegicus (84,0%). Identificaram-se nove espécies de parasitas, Eimeria spp., Cryptosporidium parvum, Cysticercus fasciolaris (forma larvar de Taenia taeniaeformis), Hymenolepis diminuta, Nippostrongylus brasiliensis, Heterakis spumosa, Syphacia obvelata, Callodium hepaticum e Trichuris muris, independentemente da espécie de roedor. Das espécies identificadas, Cryptosporidium parvum, Calodium hepaticum e Syphacia obvelata são transmissíveis diretamente a primatas, incluindo o Homem e Cysticercus fasciolaris e Hymenolepis diminuta indiretamente aos mesmos hospedeiros. Estes estudos salientam a importância do controlo de pragas no ecossistema formado pelo Zoo de lisboa, especialmente considerando o papel que algumas espécies de pragas assumem como reservatório de agentes parasitários e de outras naturezas, patogénicos para o Homem e animais.
ABSTRACT - Pest control in the Zoological Garden of Lisbon – special relevance for rodents control and their parasitic infection - Zoological parks constitute special ecosystems shared by domestic and wild species and man, which promotes the entrance of pathogens, therefore the establishment of preventive programs, with the fulfillment of all rules of security hygiene and pest control is essential The present study was carried out at the Lisbon Zoo, during 2011, aimed to characterize the hygiene and safety practices, with special emphasis on pest control, by in situ observations, interview to keepers and the pest control personnel. A formal questionnaire was implemented to keepers in order to establish infestations levels and current preventive and control practices. Considering the importance of rodents as host of a large number of parasitic species another objetive of this study was to determine the parasitic infection in 100 captured rodents (50 Mus musculus, 50 Rattus norvegicus). The observations and the analysis of keeper’s survey revealed that in general, the hygiene and safety practiced in Lisbon Zoo follows the recommendations of several authors, however, some aspects of pest control would benefit of improvements. Suggestions are presented to correct the aspects, is also suggested that training activities for keepers are extended to this subject, including the characteristics of the existing pests and diseases they can transmit in order to improve pest detection and their control. In the parasitic study it was found that 82 rodents (82.0%) had parasitic forms of disposal, with a greater proportion of animals positive for the species Rattus norvegicus (84.0%). We identified nine species of parasites, Eimeria spp., Cryptosporidium parvum, Cysticercus fasciolaris (larval form of Taenia taeniaeformis), Hymenolepis diminuta, Nippostrongylus brasiliensis, Heterakis spumosa, Syphacia obvelata, Calodium hepaticum and Trichuris muris, regardless of the rodent species. From those species, Cryptosporidium parvum, Calodium hepaticum and Syphacia obvelata may be transmitted directly to primates, including humans and Cysticercus fasciolaris and Hymenolepis diminuta are indirectly transmitted also to humans and primates. These studies highlighted the importance of pest control in the Lisbon Zoo ecosystem, especially considering the role that some pest species assume as reservoirs of animal and zoonotic parasitic diseases as well as other pathogens.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4937
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado
DPASA - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Controlo de pragas no Jardim Zoológico de Lisboa.pdf3,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.