Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4936
Título: Complicações da cirurgia de cataratas por facoemulsificação em cães
Autor: Gordo, Inês Neto Afonso de Serrano
Orientador: Delgado, Esmeralda Sofia da Costa
Palavras-chave: Canídeo
catarata
facoemulsificação
complicações
dog
cataract
phacoemulsification
complications
Data de Defesa: 28-Nov-2012
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Gordo, I.N.A.S. (2012). Complicações da cirurgia de cataratas por facoemulsificação em cães. Dissertação de Mestrado. Universidade técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: As cataratas são um dos diagnósticos mais frequentes em oftalmologia veterinária, constituindo a principal causa de cegueira em canídeos. A abordagem cirúrgica é a única resolução eficaz, sendo a facoemulsificação a técnica de eleição. O presente estudo teve por objectivo a análise das possíveis complicações decorrentes da correcção cirúrgica de cataratas em canídeos pela técnica de facoemulsificação bimanual (coaxial). A amostra compreendeu 21 bulbos oculares de 13 cães submetidos a cirurgia de facoemulsificação no Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária, entre Maio de 2011 e Maio de 2012. Todos os animais foram sujeitos a rigorosos critérios de selecção que incluíram a realização prévia de análises sanguíneas, electrorretinografia e ecografia ocular. Todos os animais foram submetidos a cirurgia de cataratas pela técnica de facoemulsificação bimanual. Em 85,7% dos casos procedeu-se ao implante de LIO. Os animais foram acompanhados em consultas de seguimento periódicas para observação e registo de complicações. Após a cirurgia, todos os animais recuperaram a visão. A taxa de complicações intra-operatórias foi de 47,6%. A complicação intra-cirúrgica mais frequente foi a ruptura da cápsula posterior (19%) que, apesar de não comprometer a capacidade visual do olho, inviabilizou por vezes a implantação da LIO. A taxa de complicações no pós-operatóro imediato foi de 95,2%. Este valor tão elevado deve-se ao desenvolvimento de uveíte na quase totalidade dos pacientes, o que é expectável após uma cirurgia intra-ocular. A taxa de complicações no pós-operatório a médio/longo prazo foi de 76,2%. A presença de opacidades nas cápsulas anterior (33,3%) e posterior (55,6%) foi a complicação pós-cirúrgica mais prevalente. Contudo, estas opacidades não inviabilizaram completamente a visão dos pacientes. No final deste estudo, 18 dos olhos operados estavam visuais, o que corresponde a 86% dos casos. A correcção cirúrgica de cataratas por facoemulsificação é uma cirurgia tecnicamente exigente e que possui uma taxa de complicações elevada em canídeos. Uma selecção criteriosa dos pacientes e uma boa técnica cirúrgica são factores que condicionam o sucesso da cirurgia.
ABSTRACT - Complications of cataract phacoemulsification surgery in dogs - Cataract is one of the most frequent diagnoses in veterinary ophthalmology and the leading cause of blindness in dogs. The only effective mean of treatment is surgery and phacoemulsification is the technique of choice. The purpose of the study reported here was to determine common complications after bimanual phacoemulsification surgery in dogs. Medical records of 13 dogs (21 eyes) that underwent phacoemulsification as treatment for cataract from May 2011 through May 2012 at the Teaching Hospital of the Faculty of Veterinary Medicine were reviewed. A complete pre-surgical evaluation was performed in each dog, which included CBC and biochemical profile, an electroretinogram and ocular ultrasound. All dogs had bimanual phacoemulsification surgery. Intraocular lens was placed in 85,7% of the cases. Complications noted intra- and postoperatively and visual status were recorded during periodic follow up appointments. All the ocular globes regained vision at the end of surgery. The rate of intraoperative complications was 47,6%. The most common intraoperative complication was posterior capsule disruption (19%) which sometimes precluded IOL placement. Short term postoperative complications were noted in 95,2% of the cases, mostly due to uveitis. Long term complications occurred in 76,2% of the eyes. Anterior (33,3%) and posterior (55,6%) capsule opacities were the most common postoperative complications seen in eyes though vision was still present. The majority of eyes were functionally visual (18 eyes, 86%) at the end of the study. Phacoemulsification is a very demanding surgical technique with a high prevalence of complications in dogs. Criterious patient selection and a flawless surgical technique are crucial for improving surgical outcome.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4936
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Complicações da cirurgia de cataratas por facoemulsificação em cães.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.