Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4894
Título: Estudo epidemiológico e geoespacial de Thelazia spp. em bovinos da região do Alentejo, Portugal
Autor: Brás, Ana Luísa Lopes
Orientador: Prates, Nuno Vicente Madeira dos Santos
Stilwell, George Thomas
Palavras-chave: bovino
Alentejo
parasitose ocular
Thelazia rhodesi
SIG
epidemiologia
Portugal
cattle
ocular parasitosis
GIS
epidemiology
Data de Defesa: 13-Nov-2012
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Brás, A.L.L. (2012). Estudo epidemiológico e geoespacial de Thelazia spp. em bovinos da região do Alentejo, Portugal. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A thelaziose é uma parasitose ocular causada por nemátodes do género Thelazia, afectando humanos, animais domésticos e silvestres. A transmissão ocorre pela acção de vectores e hospedeiros intermediários da família Muscidae. Nos bovinos as principais espécies de Thelazia conhecidas são: T. rhodesi, T. skrjabini e T. gulosa, produzindo sinais clínicos de gravidade variável que podem ser confundidos com outros agentes etiológicos, como a Moraxella bovis. No presente trabalho comprovou-se a presença de Thelazia spp. em bovinos da região do Alentejo. A monitorização de Thelazia foi realizada entre Novembro de 2011 e Maio de 2012 no Matadouro Regional de Alto Alentejo SA, Sousel. De entre os 571bovinos examinados 5,1% (n=29) apresentavam nemátodes oculares, maioritariamente da espécie T. rhodesi. A prevalência de infecção apresenta características de sazonalidade (p<0,001), com o valor máximo em Novembro (18,5%) e decrescendo até Abril e Maio (0,7% e 0,8%, respectivamente). A idade dos animais influencia a ocorrência da parasitose (p<0,05), sendo que animais adultos (≥12 meses) são mais susceptíveis à infecção. O sexo, a raça e a ocorrência de lesões oculares não foram associados à thelaziose (p>0,05). Apenas 4,4% (n=25) dos animais examinados apresentava lesões oculares, as mais observadas foram o lacrimejar, ulceração e opacidade corneal, com um acréscimo significativo de lesões no final do Inverno e Primavera (p<0,05). A distribuição espacial dos animais examinados na região do Alentejo permitiu identificar dois agregados de maior risco relativo (RR) de infecção comparativamente a animais fora destas zonas. Com a aplicação de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) os concelhos de Portalegre, Marvão e Castelo de Vide demonstram um RR=13, ao passo que os concelhos de Santiago do Cacém, Grândola, Alcácer do Sal e parte do concelho de Ferreira do Alentejo apresentam um RR=11. As áreas arborizadas e de vegetação arbustiva cerrada, tal como terrenos aráveis com pequenos planos de água, edifícios rurais ou explorações e culturas permanentes (pomares, árvores de fruto, vinhas, plantas de baga) favorecem e/ou promovem a ocorrência de Thelazia spp. (p<0,05). Enquanto, áreas de ambiente seco e quente são factores de protecção contra a parasitose. A ocorrência de Thelazia spp. em Portugal realça a importância dos profissionais de Medicina Veterinária incluírem este agente nos diagnósticos diferenciais de doença ocular em bovinos, especialmente quando são afectados adultos em zonas de vegetação com sombra abundante.
ABSTRACT - Epidemiological and geospatial study of Thelazia spp. in cattle in the Alentejo region, Portugal - Thelaziosis is an ocular parasitosis caused by nematodes of the genus Thelazia in humans, domestic and wild animals. The transmission depends on vectors and intermediate hosts of the Muscidae family. In cattle the main species of Thelazia are: T. rhodesi, T. skrjabini and T. gulosa, producing clinical signs of varying severity that can be confused with other infectious agents, such as Moraxella bovis. The present work reveals the presence of Thelazia spp. in cattle of the Alentejo’s region. Thelazia was investigated between November 2011 and May 2012 in Alto Alentejo Regional Abattoir SA, Sousel. Of the 571 cattle examined 5.1% (n = 29) had ocular nematodes, mainly the species T. rhodesi. The prevalence of infection shows some seasonality (p<0.001) with the maximum value in November (18.5%), decreasing until April and May (0.7% and 0.8%, respectively). The animals age influences the occurrence of parasitic disease (p<0.05), since adult animals (≥ 12 months) showed higher infection prevalence. Gender, breed and occurrence of ocular lesions were not associated with thelaziosis (p>0.05). Only 4.4% (n=25) of the examined animals showed ocular lesions, the most observed were eye discharge, ulceration and corneal opacity, with a significant increase of lesions in late winter and spring (p<0.05). The spatial distribution of animals examined in the Alentejo region allowed the identification of two clusters with higher relative risk (RR) of infection compared to animals outside these areas. With the application of Geographic Information Systems (GIS) the municipalities of Portalegre, Castelo de Vide and Marvão showed a RR = 13, while the municipalities of Santiago do Cacém, Grândola, Alcacer do Sal and part of the municipality of Ferreira do Alentejo present RR = 11. Areas of woodland and bushy shrub, as well as agriculture lands with small water bodies, rural or farm buildings and permanent crops (orchards, fruit trees, vines) contribute and/or promote the occurrence of Thelazia spp. (p<0.05). Dry and hot areas are protective factors against the parasite. The occurrence of Thelazia spp. in Portugal highlights the importance of including this agent in the differential diagnoses of ocular disease in cattle, especially when adults are affected in zones of vegetation with abundant shade.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4894
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Estudo epidemiologico e geoespacial de Thelazia spp. em bovinos da regiao do Alentejo Portugal.pdf5,87 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.