Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4543
Título: Dinâmica e Determinantes do Emprego dos Jovens em Portugal
Autor: Madeira, João Cláudio Rosa
Orientador: Fontainha, Elsa
Palavras-chave: Emprego jovem
Mercado de trabalho
Quadros de Pessoal
Tempo parcial
Flexibilidade
Portugal
Youth and Employment
Labor Market
Linked Employer-Employee Data (LEED
Data de Defesa: Nov-2011
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Madeira, João Cláudio Rosa. 2011. "Dinâmica e Determinantes do Emprego dos Jovens em Portugal". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A presente investigação tem por objectivo caracterizar o emprego jovem em Portugal nos anos recentes e contribuir para o conhecimento dos factores explicativos da admissão de jovens por parte das empresas. A análise empírica é baseada numa microbase de dados (Quadros de Pessoal, MTSS-GEP), que conjuga a informação de empresas e trabalhadores. A informação refere-se principalmente ao ano de 2007 e são analisados quer os trabalhadores (N=3.224.034 dos quais 418.973 com idade entre os 16 e os 25 anos) quer as empresas (N=354.863). É efectuada uma análise descritiva e de variância por grupos de trabalhadores conforme o grupo etário tendo-se concluído que o emprego jovem apresenta em relação ao adulto, um nível salarial inferior, um nível de educação mais elevado, além de um menor tempo de trabalho. Também as empresas são analisadas em relação às características associadas a maior empregabilidade dos jovens. O emprego jovem concentra-se na região Norte de Portugal e em empresas dos sectores do Comércio, Reparação de Veículos e Indústrias Transformadoras. Para explicar a empregabilidade dos jovens nas empresas são estimados dois tipos de modelos: lineares e probit. Nos modelos lineares a variável dependente é a percentagem de jovens trabalhadores no conjunto dos trabalhadores da empresa. Nos modelos probit a variável dependente é a probabilidade de uma empresa empregar ou não jovens. Os resultados mostram que a empregabilidade jovem não aumenta com o nível de educação, mas é antes explicada, entre outros factores, pela percentagem de praticantes e aprendizes e a percentagem de contratos sem termo. A associação da empregabilidade jovem com a flexibilidade numérica e flexibilidade financeira das empresas é encontrada.
This research aims to characterize the youth employment in Portugal in recent years and contribute to the knowledge of the factors explaining the admission of young people by firms. The empirical analysis is based on microdata (Quadros de Pessoal, MTSS-GEP), which combines information from enterprises and workers. The information relates mainly to 2007 and are analyzed both employee (N = 3,224,034 of which 418,973 aged 16 to 25 years) and employer (N = 354,863). Linked Employer-Employee Data (LEED) are used. A descriptive analysis and a variance analysis by age groups of workers are made. It was found that youth employment has in relation to adults, lower wage, higher level of education, short period contracts are more frequent, and shorter working time. The youth employment is concentrated in the North of Portugal, and on companies from Trade, Repair of Vehicles and Manufacturing sectors. Firms are analyzed in relation to the characteristics associated with greater youth employability. To explain the employability of young people on companies two types of models are estimated: a linear and a probit. In the linear models the dependent variable is the percentage of young workers working in the company. In the probit models the dependent variable, a binary variable, is the probability that a company does or does not employ young workers. The results show that youth employability does not increase with the level of education, but rather it is explained, among other factors, by the percentage of 'practitioners and apprentices' jobs (positive predictor) and the percentage of permanent contracts and high skilled workers (negative predictors). An association of youth employability with numerical flexibility and financial flexibility of the companies was found.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4543
Aparece nas colecções:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-JCRM-2011.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.