Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/4229
Título: Análise microeconómca da acção voluntária na regulação do ambiente
Autor: Cabugueira, Manuel Francisco Magalhães
Orientador: Martins, Víctor
Palavras-chave: acção voluntária
regulação ambiental
informação imperfeita
negociação
acção colectiva.
voluntary approaches
environmental regulation
imperfect information
bargaining
collective action
Data de Defesa: Fev-2006
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Cabugueira, Manuel Francisco Magalhães . 2006. "Análise microeconómca da acção voluntária na regulação do ambiente". Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Por "acção voluntária na regulação ambiental" entende-se a acção de preservação ambiental que, em resultado de iniciativa própria, ou de uma coordenação com o agente público, é voluntariamente adoptada por uma empresa. Com esta tese pretende-se contribuir para a modelação microeconómica da acção voluntária na regulação ambiental. Os modelos apresentados ao longo do texto são motivados pela experiência portuguesa com esta forma de intervenção, e ocupam-se de três tipos de preocupações: (a) que contributo podem dar os instrumentos voluntários para a eficiência da regulação quando existe informação imperfeita, analisado no capítulo II por recurso a um "modelo de risco moral com informação escondida"; (b) que factores influenciam a negociação entre agentes públicos e privados, objecto do capítulo Dl, em que se aplica um "modelo de negociação à Nash"; (c) e que tipo de relações existe entre os agentes privados quando consideram a participação numa acção voluntária, observadas enquanto jogos de acção colectiva no Capítulo IV. No Capítulo I apresenta-se um resumo dos aspectos relacionados com a caracterização da acção voluntária, bem como uma discussão sobre as motivações que justificam a participação dos agentes públicos e privados.
"Voluntary approach to environmental regulation" is defined as an environmental action voluntarily adopted by the companies, as a result either of their own initiative or of coordination with the public agent. This thesis aims to contribute to the microeconomic modelization of the voluntary approach to environmental regulation. The Portuguese experience with voluntary approaches motivates the models developed in the text. The models tackle three main concerns: (a) what is the voluntary approach's contribution to the efficiency of environmental regulation under imperfect information, which is dealt with in Chapter II resorting to a "moral hazard model with hidden information"; (b) which are the factors that influence the negotiation between regulator and companies, which is dealt with in Chapter III using a "Nash bargaining model"; (c) which types of relations exist among the private agents when they consider to participate in a voluntary action, which is dealt in Chapter IV under a "collective action game" analysis framework A summary of the main concepts related with voluntary approaches, namely their characterization and motivations for public and private participation, are presented in Chapter I.
Descrição: Doutoramento em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/4229
Aparece nas colecções:BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
DE - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD-MFMC-2006.pdf13,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.