Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3895
Título: Avaliação da exposição ocupacional ambiental e biomecânica na área das carroçarias numa fábrica da indústria automóvel
Autor: Rodrigues, Emilie Andrade
Orientador: Carnide, Maria Filomena Araújo da Costa Cruz
Palavras-chave: Actividade física
Agentes químicos
Antiguidade
AP-Ergo
Dor
Exposição biomecânica
Índice de massa corporal
Lesões músculo-esqueléticas
Prevalência
Data de Defesa: 2011
Citação: Rodrigues, Emilie A. (2011). Avaliação da exposição ocupacional ambiental e biomecânica na área das carroçarias numa fábrica da indústria automóvel. Relatório de Estágio. Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana
Resumo: Introdução: Este trabalho de estágio decorreu numa empresa da indústria automóvel. Objectivo: (1) Avaliação da exposição ao ambiente químico, reconhecido como factor de risco para saúde dos operadores expostos. (2) Avaliação dos factores determinantes das lesões músculo-esqueléticas e relacionadas com a actividade desenvolvida no Clinching e DTB (Doors To Body). Métodos: (1) Foi caracterizada a exposição ocupacional a alguns agentes químicos. Todas as análises foram realizadas de acordo com os métodos National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH). (2) Para a análise da exposição biomecánica foi utilizado o AP-Ergo e aplicado o Questionário Nórdico. Resultados: (1) Alguns agentes químicos avaliados em certos postos de trabalho estavam acima dos Valores Limites de Exposição (VLE). (2) O valor de risco da avaliação AP- Ergo é, em média, moderado. Foram encontradas diferenças significativas entre a prevalência de dor e o Índice Massa Corporal (IMC), prática de actividade física, antiguidade, score final EAWS, tipo de contrato e restrição médica. Conclusões: (1) Foi necessária a adoptação de medidas adequadas para controlar os riscos subjacentes a esta exposição. (2) A natureza da actividade de trabalho estudada parece ter um papel decisivo no desenvolvimento de dor.
ABSTRACT : Background: This training work took place in an automobile industry. Objective: (1) Assessment of the exposure to chemical agents, recognized as a risk factor for health of exposed workers. (2) Evaluation of the factors that determine musculoskeletal disorders and that are related to their activity in clinching and DTB (Doors To Body). Methods: (1) Occupational exposure was characterized regarding some chemicals. All tests were performed according to the methods National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH). (2) For the mechanical exposure analysis it was used the AP-Ergo and Nordic Questionnaire. Results: (1) Some chemical agents were above the TLV (Threshold Limit Values). (2) The value of risk assessment of the AP-Ergo is, on average, moderate. Significant differences were found between the prevalence of pain and BMI (Body Mass Index), physical activity, seniority, EAWS final score, type of contract and medical restrictions. Conclusions: (1) It was implemented corrective measures in order to reduce the TLV. (2) The nature of the work activity studied appears to have a decisive role in the development of pain. Key words: Threshold Limit Values (TLV), Chemicals, “Work Related Musculoskeletal Disorders (WRMSDs), Prevalence, Pain, AP-Ergo, Exposure Biomechanics, Antiquity, Body Mass Index, Physical Activity.
Descrição: Mestrado em Ergonomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3895
Aparece nas colecções:ERG - Teses de Mestrado
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
3.Relatório de estágio Emilie.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.