Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3791
Título: Prevalência de vírus da imunodeficiência felina, vírus da leucemia felina, calicivírus felino, herpesvírus felino tipo 1 e candida spp. em felinos errantes e possível associação a gengivo-estomatite crónica felina e a doença respiratória felina
Autor: Rodrigues, Cláudia Vanessa de Barros
Orientador: Fernandes, Ana Clotilde de Oliveira Teixeira Alves Fernandes
São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira
Palavras-chave: FIV
FeLV
FCV
FHV-1
Candida spp.
GECF
DRF
FGS
FRD
Data de Defesa: 6-Jan-2012
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Rodrigues, C.V.B. (2012). Prevalência de vírus da imunodeficiência felina, vírus da leucemia felina, calicivírus felino, herpesvírus felino tipo 1 e candida spp. em felinos errantes e possível associação a gengivo-estomatite crónica felina e a doença respiratória felina. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Com o objectivo de conhecer alguns dos agentes infecciosos que afectam a população felina da Associação dos Amigos dos Animais Abandonados da Moita, e relacionar a sua eventual presença com as alterações clínicas apresentadas pelos animais em questão, nomeadamente a Gengivo-Estomatite Crónica Felina (GECF) e a Doença Respiratória Felina (DRF), foram avaliados neste estudo 50 felinos, incluídos aleatoriamente. A cada animal, e após exame clínico, foram colhidas as amostras de material biológico apropriado para realização de hemograma, detecção de anticorpos contra o Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) e de antigénio do Vírus da Leucemia Felina (FeLV), detecção de ácido nucleico de Herpesvírus Felino tipo 1 (FHV-1) e Calicivírus Felino (FCV), e pesquisa de Candida spp. O FIV e FeLV foram detectados por imunocromatografia de membrana, o FHV-1 por PCR em tempo real, o FCV por RT-PCR convencional e as leveduras isoladas em Sabouraud dextrose agar foram posteriormente identificadas quanto ao género e espécie. Constatou-se que, dos 50 animais, 22% eram positivos para FIV, 10% para FeLV, 62% para FHV-1 e 26% para FCV. Em relação às leveduras, foi detectada a presença de C. silvicola (n=3), C. valida (n=1) e C. parapsilosis (n=1). As associações estabelecidas entre a presença do vírus e determinada manifestação clínica que apresentaram significado estatístico foram: a presença de úlceras linguais em animais com FCV e co-infecção FCV / FIV; o desenvolvimento de estomatite nos animais infectados unicamente com FCV, FIV ou FeLV, e nas co-infecções FCV / FIV, FCV / FeLV, e FHV-1 / FeLV; a manifestação de gengivite de grau 2 ou 3 nos animais com FCV; e a ausência de úlceras linguais nos animais com infecção por FHV-1. O animal em que foi detectada a presença de C. parapsilosis apresentava gengivite ligeira, corrimento ocular e, a nível hematológico, leucocitose com linfocitose e monocitose. O animal infectado com C. valida exibia apenas estomatite ligeira e corrimento nasal, e os animais com C. silvicola revelaram gengivite ligeira, estomatite, úlceras linguais, corrimento ocular e nasal, e leucocitose com neutrofilia, linfocitose e monocitose. Nenhuma destas alterações revelou associação estatisticamente significativa com a presença da levedura. Para uma correcta avaliação da prevalência destes agentes infecciosos em populações errantes felinas e sua associação a GECF e DRF, deverão ser realizados estudos mais extensos quanto ao número de animais envolvidos. Por outro lado, considerando a escassa informação sobre a microbiota micológica da cavidade oral dos felinos, a detecção de Candida spp. contribuiu para um melhor conhecimento nesta área, sendo que a sua influência na etiologia da GECF e da DRF, deverá também ser estudada com maior profundidade.
ABSTRACT - Detection of Feline Immunodeficiency Virus, Feline Leukemia Virus, Feline Calicivirus, Feline Herpesvirus-1 and Candida spp. in stray cats and possible association with Feline Gingivostomatitis and Feline Respiratory Disease - The aim of this study was to analyze the viral and mycological microbiota of cats’ mouth and its relationship with the clinical symptoms, especially with Feline Gingivo-Stomatitis (FGS) and Feline Respiratory Disease (FRD), and infection with Feline Immunodeficiency Virus (FIV) and Feline Leukaemia Virus (FeLV), both able to induce immunodeficiency. The test group included 50 cats from the Associação dos Amigos dos Animais Abandonados da Moita, that were subjected to clinical examination with collection of biological samples for serological detection of Feline Leukemia Virus (FeLV) antigen and Feline Immunodeficiency Virus (FIV) antibodies, detection of Candida spp. and viral nucleic acid of Feline Herpesvirus (FHV-1) and Feline Calicivirus (FCV). FIV and FeLV were detected by immunochromatography membrane, FHV-1 by real time PCR, FCV by RT-PCR, and the yeasts by mycological culture and then identified to genus and species. Within the 50 cats sampled, 22% (11/50) were FIV seropositive, 10% (5/50) FeLV, 62% (31/50) FHV-1 and 26% (13/50) FCV. Regarding the yeasts, C. silvicola (n=3), C. valida (n=1) and C. parapsilosis (n=1), were detected. The associations between the agent detected and the clinical sign shown, that were statistically relevant were: the presence of tongue ulceration within FCV and FCV / FIV infected animals; the development of stomatitis in cats with FCV, FIV, FeLV, and FCV / FIV, FCV / FeLV, and FHV-1 / FeLV; moderate to severe gingivitis in FCV infected cats; and the absence of tongue ulceration in FHV-1 infected cats. The cat with C. parapsilosis showed mild gingivitis, ocular discharge, and hematological findings were leucocytosis with lymphocytosis and monocytosis. Mild gingivitis and nasal discharge were presented by the C. valida infected animal, while the C. silvicola infected animals showed mild gingivitis, stomatitis, tongue ulceration, ocular discharge, nasal, discharge, and leucocytosis with neutrophilia, lymphocytosis and monocytosis. Because of the small size of the sample, none of the clinical findings were statistically associated with yeasts presence. Once again, due to sampling issues, a more thorough analysis should be performed to correctly evaluate the true prevalence of these infectious agents in stray feline population. On the other hand, considering the lack of information regarding the mycological microbiota of feline oral cavity, the identification in our samples of yeasts included in the Candida genus, will certainly prove helpful. Furthermore, the role of C. valida, C. parapsilosis and C. silvicola in FGS and FRD should be deeply evaluated.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3791
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Prevalencia de FIV, FELV, FCV, FHV-1 e Candida spp. em felinos errantes e possivel associacao a GECF e DRF.pdf3,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.