Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3694
Título: Relação entre a viscosidade in vivo e in vitro de alimentos à base de cevada para frangos de carne
Autor: Carreira, Cláudia Filipa Marto
Orientador: Lordelo, Maria Madalena dos Santos
Palavras-chave: Cevada
β-glucanos
Enzimas
Performance dos frangos
Viscosidade intestinal
Barley
β-Glucans
Enzymes
Broilers performance
Intestinal viscosity
Data de Defesa: 2011
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: CARREIRA, C. F. M. (2011). Relação entre a viscosidade in vivo e in vitro de alimentos à base de cevada para frangos de carne. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Instituto Superior de Agronomia, Lisboa.
Resumo: A cevada é uma fonte de energia utilizada nas dietas de frangos mas a presença de Polissacáridos Não-Amiláceos (β-glucanos) aumentam a viscosidade dos conteúdos digestivos, o que tem consequências negativas na digestibilidade dos nutrientes. Estudos realizados referem que a suplementação de dietas com β-glucanase reduz a viscosidade intestinal e melhoram os parâmetros zootécnicos. Assim, pretende-se avaliar as causas e efeitos do aumento da viscosidade in vivo e predizer essa viscosidade a partir da viscosidade in vitro. Utilizaram-se 7 tratamentos (0, 18S, 36S, 54S, 18C, 36C e 54S), com 5 réplicas cada e 140 frangos machos Ross 308. Os tratamentos diferiam entre si pela percentagem de cevada incorporada e presença ou não de enzimas. Os resultados mostraram melhorias no Peso Vivo, Ingestão de Alimento, Índice de Conversão e dimensão dos órgãos do sistema digestivo quando adicionadas enzimas na dieta. A viscosidade in vivo também diminuiu nas dietas com enzimas, sobretudo no íleo. Não foi possível prever com um coeficiente de determinação forte a viscosidade in vivo a partir da in vitro. Concluiu-se que enzimas nas dietas diminuem os efeitos negativos da cevada nos frangos. Sugere-se por isso um estudo de previsão da viscosidade in vivo a partir da in vitro com uma maior amostragem de animais.
ABSTRACT - Barley is an energy source used in the diets of broilers but the presence of non-starch polysaccharides (β-glucan) increase the viscosity of the digestive contents which has a negative effect on nutrient digestibility. Studies revealed that supplementation of diets with β-glucanase reduces intestinal viscosity and improves animal performance. Thus, we intend to evaluate the causes and effects of the increased viscosity in vivo and predict from the viscosity in vitro. We used 7 treatments (0, 18S, 36S, 54S, 18C, 36C e 54S) with 5 replicates each and 140 male Ross 308 broilers. Treatments differed by the percentage of barley and presence or absence of enzymes. The results showed improvements in body weight, food intake, feed:gain ratio, weight and length of the organs of the digestive system added enzymes were added into the diet. The viscosity in vivo also decreased in diet supplemented with enzymes, especially in the ileum. It was not possible to predict with a strong determination coefficient the viscosity in vivo from in vitro. It concluded that enzymes in the diet decrease the negative effects of barley incorporation in broiler diets. It is suggested that a prediction of viscosity in vivo from in vitro requires with a larger sample of animals.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica - Produção Animal
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3694
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado
DPASA - Teses de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relaçao entre a viscosidade in vivo e in vitro de alimentos a base de cevada para frangos de carne.pdf2,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.