Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3677
Título: Crianças protagonistas de notícias: a presença infantil nos conteúdos mediáticos da Imprensa Diária Portuguesa
Autor: Ferreira, Cristiana Isabel Monteiro Cerejo
Orientador: Silvestre, Maria João Cunha
Palavras-chave: Construção da notícia
Criança
Deontologia
Direito da comunicação
Imagem mediática
Sensacionalismo
Newsmaking
Child
Deontology
Communication law
Media images
Sensationalism
Data de Defesa: 19-Set-2011
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Citação: FERREIRA, Cristiana Isabel Monteiro Cerejo - Crianças protagonistas de notícias: a presença infantil nos conteúdos mediáticos da Imprensa Diária Portuguesa [Em linha]. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2011. Dissertação de Mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.5/3677>.
Resumo: As notícias de crianças encontradas na Comunicação Social têm actuado sobretudo como mecanismos de denúncia dos abusos a que estas são sujeitas. No entanto, a lógica mercantil a que os media estão constrangidos actualmente tem levado a processos de construção noticiosos que confluem na formatação da imagem dos menores de forma sensacionalista, indo contra as principais normas deontológicas e jurídicas adstritas ao jornalismo. Entender como os menores são indicados nos media permite conhecer como se degaldiam, na realidade de três jornais diário portugueses – Público, Correio da Manhã e Jornal de Notícias -, o dever de informar, de denunciar e de expor e de que forma é desenhado os ténues limites éticos entre o dever de informação e o dever de protecção face aos menores mediatizados. A análise dos conteúdos permite reconhecer quais os elementos mais utilizados na identificação directa e indirecta dos menores presentes nos relatos noticiosos, perceber que a construção mediática da criança é feita sobretudo em torno de temáticas que ampliam a imagem de fragilidade das crianças e, consequentemente, imprimem representações da realidade infantil em Portugal baseadas numa retórica sensacionalista. O confronto dos resultados obtidos permitem testar a viabilidade dos mecanismos de protecção da imagem infantil face aos media e o impacto que a veiculação mediática desta imagem terá, quer no diaa- dia da criança, quer ao longo de toda a sua vida. Esta dissertação é um despertador para os perigos da exposição mediática, um alerta para as marcas dessa exposição e dos condicionalismos que imprimem na vida das crianças expostas, uma denúncia da necessidade de protecção dos menores e as suas susceptibilidades infantis face ao um meio por vezes tão feroz como a comunicação social.
News about children are grandly perceived as a mechanism for reporting cases of abuses of minors. However the marketable logic that has currently enslaved the media has led to the adoption of newsmaking processes which converge into constructing media images where minors appear in a sensationalist fragilized way, going against journalism legal and deontological standards. Understanding how children are listed in the media nowadays allows us to know, in three Portuguese daily newspapers - Público, Correio da Manhã and Jornal de Notícias – in which grounds struggle the duty to inform, denounce and expose an abusive case and where is the line draw between the informational tasks an the ethical responsibility of protecting the image of mediated minors. The content analysis leads to recognizing what elements are generally used to identify direct and indirectly the children stated in the news and realizing that construction of a child image is mainly based on themes that enhance their vulnerability and consequently printing a stereotyped sensationalist representation of the infant in the Portuguese society. The obtained results examination also allow us to understand how child protecting mechanisms against media are working and what is the impact that the broadcasting a child’s image on his life, today and in the future. This dissertation is actually an alarm on media exposure dangers, a warning sign for the scars and the constraints that such exposure imprints on children’s lives, an plea for the needed protection of minors and their susceptibilities to face an environment as ferocious as the mass media.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Comunicação Social
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3677
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Abstract ENG[1].pdf40,1 kBAdobe PDFVer/Abrir
Abstract POR[1].pdf45,74 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.pdf2,19 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa.pdf142,07 kBAdobe PDFVer/Abrir
Mestrado Cris.pdf6,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.