Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3633
Título: Análise do esforço de formação de recursos humanos no sistema científico e tecnológico português: os programas FMRH, Ciência e Praxis XXI
Autor: Martins, Alexandra Maria Lopes
Orientador: Caraça, João
Palavras-chave: Formação de Recursos Humanos
Sistema Científico e Tecnológico
Doutoramentos
Programa PRAXIS XXI
Programa CIÊNCIA
Programa FMRH
Desenvolvimento Económico e Social
Human Resources Training
Scientific and Technological System
Doctorates
PRAXIS XXI Programme
CIENCIA Programme
FMRH Programme
Economical and Social Development
Data de Defesa: Out-1999
Citação: Martins, Alexandra Maria Lopes. 1999. "Análise do esforço de formação de recursos humanos no sistema científico e tecnológico português: os programas FMRH, Ciência e Praxis XXI". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: A educação e a formação profissional têm vindo a ser considerados importantes factores de competitividade, estimuladores do crescimento económico. Esta visão foi fortalecida devido à actual conjuntura algo turbulenta e mutável, vítima de fenómenos como a globalização das economias e a internacionalização dos mercados, que conduziram ao ritmo crescente das dinâmicas competitivas, à celeridade das mutações tecnológicas e às reorganizações laborais. Neste contexto, a ciência e a tecnologia surgem como dinamizadoras do desenvolvimento económico, exigindo uma crescente e continuada interacção entre o sistema de ensino-formação e o meio empresarial, e por outro lado, o investimento ocupa agora uma nova dimensão, devido ao acréscimo da vertente investimento imaterial. Várias economias, como é o caso da portuguesa, têm sentido dificuldades em superar o seu gap tecnológico relativamente aos países mais desenvolvidos, devido essencialmente ao não reconhecimento das novas necessidades, por parte dos vários intervenientes da economia, o que dificulta a instalação de um ambiente favorável à inovação. Nestas economias, a intervenção dos organismos públicos torna-se fundamental, de modo a permitir o desenvolvimento sustentado do SCT e de um ambiente propício à realização de actividades inovadoras, o que também implica munir o sistema científico e tecnológico de recursos humanos com características e conhecimentos à altura destas exigências.Em Portugal têm-se vindo a realizar esforços no sentido de dotar os recursos humanos de uma melhor formação, materializados nomeadamente através dos Programas EMRH, CIÊNCIA e PRAXIS XXI. No entanto, a avaliação destes programas é fundamental, não só para melhorar a sua organização e funcionamento, mas também para analisar os seus efeitos no sistema científico e tecnológico português. Por outro lado, a formação avançada de recursos humanos não 6 condição suficiente, é também importante criar mecanismos pertinentes para que aqueles usufruam de condições satisfatórias para desenvolver actividades de ciência e tecnologia.
Education and training are considered very important factors when stimulating economic growth. This vision was strengthening due to the actual conjecture, somehow turmoil and victim of the economy globalisation as well as the internationalisation of markets. These aspects have been leading us to a growing rhythm in competition, speeding up technological changes and innovations and also reorganizing the labour policy. Therefore, science and technology emerges as a motor of economic development. It is absolutely necessary the interaction of the education/training system and the entrepreneur environment, because only this way a sustainable growth can be achieved. On the other hand, the notion of investment was until now somehow shorted in its context. Today more and more it is essential that this dimension can be expanded through an immaterial investment. Several economies, including Portugal, have been facing difficulties in overcoming their technological gap when compared to other more developed countries. This is the result of ignoring the real needs of the economic agents and therefore inhibiting them to establish a proactive innovative environment. Governmental organisms play a vital role in this context, by promoting a sustainable development of the science and technological system as well as creating an environment which allows innovative activities, providing the knowledge and instruments so that human resources can cope with these new challenges. In Portugal some efforts have been made to endow human resources with better training through governmental programmes such as FMRH, CIENCIA and PRAXIS XXI. Although the evaluation of these programmes is fundamental, not only to improve its organization and functioning, but also to observe and analyse their effects on the Portuguese scientific and technological system. However these efforts are not enough, it is also crucial that mechanisms and instruments are created to allow the development of the science and technological activities.
Descrição: Mestrado em Economia e Gestão de Ciência e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3633
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-AMLM-1999.pdf11,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.