Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3615
Título: An Organizational Perspective of Mobile Business Value : The Effects of Technological, Organizational and Environmental Factors
Autor: Picoto, Winnie Ng
Orientador: Reis, António Palma dos
Bélanger, France
Palavras-chave: mobile business
business value
technology-organization-environment framework
innovation diffusion
resource-based view theory
negócio de telefonia móvel
o valor do negócio
o modelo tecnologia-organização-ambiente
difusão de inovação
teoria baseada nos recursos
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Picoto, Winnie Ng. 2011. "An Organizational Perspective of Mobile Business Value : The Effects of Technological, Organizational and Environmental Factors". Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Mobile business is expected to create a large spectrum of business opportunities. Although much research has been developed in this field, most of the existing m-business literature focuses on the customer’s adoption factors rather than assessing the value or the impact of m-business to firms. The present study fills this gap in the literature through the analysis of the value m-business can provide to the firms, as well as the impact of m-business on the firm’s performance. The Technology-Organization-Environment (TOE) framework, the Diffusion of Innovation (DOI) theory and the Resource-Base View (RBV) theory ground this research’s conceptual model for assessing the value of mobile business on an organizational context. According to the conceptual model proposed, there are several factors that may affect m-business use and value: relative advantage, compatibility, complexity, technology competence; technology integration, firm size, financial resources, competition intensity, partner pressure and mobile environment. The value of m-business is proposed to be a second order formative construct comprising the impact on marketing and sales dimensions, the impact on internal operations dimensions, and the impact on procurement dimensions. This study develops and validates an instrument to assess m-business usage and value based on data of 111 marketing and information systems professionals. The measurement and structural models are than tested using structural equation modeling as implemented in Smart PLS with data collected via a questionnaire administered to the 400 largest Portuguese organizations. Results show that firm size, financial resources and complexity, are not among the factors that are antecedents of m-business usage. Additionally, going towards our results from the interviews, the impact on procurement dimension is less significant than the impact on the marketing and sales and internal operations dimensions.
O negócio móvel (m-business) permite a criação de um amplo espectro de novas oportunidades de negócio. Embora muita investigação esteja a ser desenvolvida nesta área, a maioria da literatura existente sobre o m-business centra-se em fatores de adopção ao nível do indivíduo, e não avalia o valor ou o impacto do m-business para as organizações. O presente estudo pretende colmatar esta lacuna existente na literatura através da análise do valor que o mbusiness pode proporcionar às empresas, bem como o seu impacto no desempenho das mesmas. O modelo teórico da Tecnologia-Organização-Ambiente (TOE), a teoria da Difusão de Inovação (DOI) e a teoria baseada nos recursos (RBV) fundamentam o desenvolvimento do modelo conceptual desta dissertação para avaliar o valor do negócio móvel no contexto organizacional. De acordo com o modelo conceptual proposto, há vários factores que podem afectar o uso e valor do m-business: as vantagens relativas, a compatibilidade, a complexidade, a competência tecnológica, a integração da tecnologia, a dimensão da empresa, os recursos financeiros, a intensidade da concorrência, a pressão dos parceiros de negócio e o ambiente móvel. O conceito de valor de m-business é proposto ser um constructo formativo de segunda ordem compreendendo o impacto sobre marketing e vendas, o impacto sobre as operações internas, e o impacto sobre as compras. Este estudo desenvolve e valida um instrumento para avaliar o uso e valor do m-business com base em dados empíricos de 111 profissionais de marketing e sistemas de informação. Os modelos de medida e estrutural são testados utilizando modelos de equações estruturais, conforme implementado no Smart PLS com dados recolhidos através de um questionário aplicado às 400 maiores organizações Portuguesas. Os resultados mostram que o tamanho da empresa, os seus recursos financeiros e a complexidade da inovação, não estão entre os factores que são antecedentes do uso do m-business. Além disso, indo ao encontro dos resultados das entrevistas exploratórias, o impacto nas dimensões a montante é menos significativo do que o impacto sobre o marketing e vendas e sobre as operações internas.
Descrição: Doutoramento em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3615
Aparece nas colecções:BISEG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis
DG - Teses de Doutoramento / Ph.D. Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
phd_wp_versao_definitiva.pdf3,14 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.