UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3569

Título: Medição de proteínas séricas e imunoglobulinas como indicador da transferência de imunidade passiva em vitelos
Autor: Ussman, Ana Raquel Nabais
Orientador: Lima, Miguel Luís Mendes Saraiva
Palavras-chave: Imunidade passiva
Colostro
Incidência de doença
Factores de stress
Tipo de alojamento
Passive immunity
Colostrum
Disease occurrence
Stress factors
Housing type
Issue Date: 14-Oct-2011
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: USSMAN, A. R. N. (2011). Medição de proteínas séricas e imunoglobulinas como indicador da transferência de imunidade passiva em vitelos. Dissertação de Mestrado. Univerisdade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Os vitelos nascem com níveis muito baixos de imunoglobulinas, estando dependentes da ingestão de colostro para obterem imunidade passiva. A imunidade passiva em vitelos tem grande influência na saúde dos mesmos durante as primeiras semanas de vida. O objectivo deste trabalho experimental foi avaliar o estado da imunidade passiva em vitelos macho provenientes de explorações leiteiras e relacioná-lo com a incidência de doença. Para determinar o estado da imunidade recolheram-se amostras de sangue e efectuaram-se dois tipos de análises: medição da proteína sérica através do refractómetro e determinação da concentração de imunoglobulinas através do teste de precipitação do sulfito de sódio. A saúde dos vitelos foi seguida durante o período de um mês com base em parâmetros como: reflexo de sucção, estado de hidratação, estado do umbigo, frequência cardíaca e respiratória, auscultação cardíaca e pulmonar, aspecto das fezes, temperatura rectal e atitude geral. Os vitelos faziam parte de dois grupos, que chegaram à exploração com uma semana de intervalo. Um dos grupos foi alojado num pavilhão fechado em cubículos individuais e o outro em casotas no exterior. Neste estudo 14,3% dos vitelos tinham níveis de imunoglobulinas <500 mg/dl ou 500-1000 mg/dl e valores de proteína total sérica <5,5 g/dl; 62,9% dos vitelos com níveis de imunoglobulinas entre 500-1000 mg/dl e valores de proteína total sérica >5,5 g/dl e 22,9% dos vitelos com níveis de imunoglobulinas >1500 mg/dl e valores de proteína total sérica >5,5g/dl. Foi encontrada uma associação mais forte entre a ocorrência de doença e o tipo de alojamento (p= 0,005), do que com o nível de imunidade passiva (p= 0,151). O grupo de vitelos alojado no pavilhão fechado apresentou taxas de doença superiores, principalmente do tipo respiratório, em relação ao grupo de vitelos alojados em casotas individuais no exterior.
ABSTRACT - Serum protein and immunoglobulins measurement as an indicator of failure of passive transfer in calves - Calves are born with very low levels of immunoglobulins, being dependent of colostrum ingestion to obtain passive immunity. Passive immunity has great influence in calves’ health during the first weeks of life. The objective of this experimental work was to assess the passive immunity status of male calves from dairy farms and to relate that with their disease occurrence. To assess their passive immunity status a blood sample was drawn from the jugular vein and two parameters were measured: serum total protein with the refractometer and immunoglobulin concentration by the sodium sulfite turbidity test. The calves´ health was followed during a month period based on the following parameters: suction reflex, hydration status, navel condition, cardiac and respiratory rate, cardiac and pulmonary auscultation, feces score, rectal temperature and overall attitude. The calves belonged to two groups that arrived at the farm one week apart. One of the groups was housed in a closed barn in individual cubicles and the other was housed in individual hutches outside. In this study 14,3% of the calves had immunoglobulin levels <500 mg/dl or 500-1000 mg/dl and serum total protein values <5,5 g/dl; 62,9% of the calves had immunoglobulin levels ranging 500-1000 mg/dl and serum total protein >5,5 g/dl and 22,9% of the calves had immunoglobulin levels >1500 mg/dl and serum total protein values >5,5 g/dl. A greater association was found between disease occurrence and housing type (p= 0,005) than with passive immunity status (p= 0,151). The group of calves housed in the closed barn presented greater disease rate, mainly respiratory disease, compared to the group of calves housed in individual hutches outside.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3569
Appears in Collections:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mediçao de proteínas séricas e imunoglobulinas como indicador da transferencia de imunidade passiva em vitelos.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE