Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3449
Título: Espaço comum para a cova da Moura
Autor: Antunes, André Renato Madeira
Orientador: Bagulho, Fernando Alberto Nunes Silva da
Palavras-chave: Cova da Moura
Exclusão Social
Acunpuntura urbana
Equipamento locelcivo
Espaço Comum
Data de Defesa: Dez-2010
Editora: Faculdade de Arquitectura de Lisboa
Citação: ANTUNES, André Renato Madeira - Espaço comum para a cova da Moura. Lisboa : FA, 2010. Tese de Mestrado
Resumo: A Cova da Moura, bairro de génese ilegal periférico a Lisboa, é vista com desconfiança pelos seus vizinhos e, apesar do trabalho das associações locais e dos seus méritos na inclusão social, educação e dinamização cultural, o bairro é pouco aberto para o exterior, tanto pelas diferenças sócio-culturais como pelos próprios limites físicos que o contêm. Se o fenómeno de exclusão social está ligado ao espaço e ao acesso, reavaliar as barreiras espaciais e promover a acessibilidade e uma maior liberdade espacial pode ser o modo do planeamento contribuir para promover a integração social. Procurar na história do urbanismo, através de utopias e realizações que incidem sobre a malha urbana dita orgânica, tradicional, atitudes com efeitos mais ou menos disruptivos no tecido social, e averiguar temas que permitam delinear uma estratégia para a reabilitação da Cova da Moura: a acupunctura urbana ou cirurgia conservativa, os programas públicos ou comunitários como potencial qualificador e dinamizador do bairro, o papel do espaço público enquanto local de encontro e as decisões de projecto que incentivam essa socialização. Reconhecendo, claro, os limites da intervenção arquitectónica e adequando a informação ao contexto da Cova da Moura.
Cova da Moura, an illegally built neighbourhood peripheral to Lisbon, is seen with some mistrust by its neighbors and, despite the work developed by local associations and its merits in social inclusion, education and cultural activities, the neighbourhood has little connection to its surroundings wether due to socio-cultural differences or to its actual physical limits. As the phenomenon of social exclusion relates to space and access, reevaluating spatial barriers and promoting an increased spatial freedom can be a way for townplanning to contribute to promote social integration. As a background for the project I will search within the history of urbanism, through utopias and actual realizations that work with density and the models of organic patterns or traditional city, with more or less disruptive effects on the social fabric, and investigate themes that allow the development of a strategy for the rehabilitation of Cova da Moura: urban acupunture or conservative surgery, public or communitarian programmes with potential to qualify and activate the neighbourhood, the role of public space as a place for encounters and the project decisions that encourage that interaction. Recognizing nevertheless the natural limitations to the architectʼs intervention and contextualizing the information to Cova da Mouraʼs reality.
Descrição: Tese de Mestrado em Arquitectura
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3449
Aparece nas colecções:DPAUD - Tese de Mestrado / Master Thesis
BFA - Teses de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Espaço Comum para a Cova da Moura.pdf26,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.