Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3407
Título: O funcionamento dos mercados de emissões e análise da possibilidade de aplicação em Portugal
Autor: Sousa, Rita Mafalda Dionísio de
Orientador: Coelho, Manuel
Palavras-chave: externalidade ambiental
direitos de propriedade
mercados de emissões
Protocolo de Quioto
mercados financeiros
eficiência energética
environmental externalities
property rights
emission trading
Kyoto Protocol
financial markets
energy efficiency
Data de Defesa: Mai-2002
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Sousa, Rita Mafalda Dionísio de. 2002. "O funcionamento dos mercados de emissões e análise da possibilidade de aplicação em Portugal". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão
Resumo: Assentando-se na prioridade máxima de reduzir as emissões dos seis GEEs, aborda-se a teoria relacionada com a definição de direitos de propriedade de Coase, aferindo ao funcionamento de uma externalidade deste género. Ao nível internacional é seguido o trajecto da UNFCCC, frisando os aspectos referentes ao Protocolo de Quioto. Este pretende uma redução de 5% das emissões em relação aos níveis de 1990, para 2008-2012. O estudo é centralizado num dos mecanismos flexíveis propostos no protocolo, isto é, no mercado de emissões. Com ele consegue-se uma redução nos custos globais de atingir os limites, apenas pelo facto de ser possível incorrer em reduções de emissões noutros locais que não no "nosso" pais se isso se apresentar economicamente mais viável. Por outro lado é permitida uma política doméstica perfeitamente flexível. Estudos sobre mercados do género (SO2 nos EUA), produziram grandes melhorias ambientais a custos muito inferiores, facilitando também a transferência de tecnologias, em relação a outros sistemas baseados em quotas não transferíveis. A definição do "bem" para troca, das modalidades financeiras da troca, como mercados spot ou de futuros, forwards, opções, etc, e da consequente possibilidade temporal de fazer um "banking", implica a existência de uma "clearing house" que garanta a fiabilidade do sistema e que publique regularmente relatórios, imprescindíveis à estabilidade do mercado. Foram analisadas três simulações de mercados de emissões, um deles, o PGETS, em curso em Portugal. Neste país, com as últimas previsões tem-se mostrado um pouco complicado cumprir os limites, estimando-se um desfasamento em 15Mt CO2 eq. As hipóteses que há para cumprir os objectivos a nível doméstico, não muito atractivas pois implicam disponibilidade financeira para investimentos avultados, prendem-se com medidas de melhoria de eficiência energética dos equipamentos, ou então desmantelamento de centrais que funcionem a combustíveis fósseis, favorecendo o uso de energias alternativas, mal esta hipótese seja economicamente viável.
Having a maximum priority goal of reducing the six greenhouse gas's emissions, we take in account the theory related to the definition of property rights by Coase, linking to the behaviour of an externality of this kind. At the international level we follow the UNFCCC's steps, focusing on the related aspects of the Kyoto Protocol, born in COP3. This last one asks for a 5% reduction in 1990's emissions, for 2008-2012. This work focus on one of the flexibility mechanisms proposed in the protocol, the permits market. With this one we achieve emission's reductions in other places other than our own, if that proves to be more cost-efficient. On the other side, a perfectly flexible domestic policy is allowed. Studies about other markets of this kind (USA's Acid Rain Programme), produced huge environmental improvements at much lower costs, easing the transfer of technologies, comparing to other systems based in non-transferable quotas. The definition of "trading good", of financial options (like spot markets, or futures, forwards, options, etc) and the consequent temporal possibility of banking, asks for the functioning of a clearing house, which warrants the system's credibility, and publishes reports, needed for the stability of the market. We analyse three simulation works, one of them (PGETS) still occurring in Portugal. This country has noted some difficulties in achieving the environmental goals, with a gap of 15Mt C02 eq.. The existing possibilities are not attractive because they ask for large sums of investment, but still they are the only ones. These are the improvement equipment's energy efficiency, or as an example, the closing of fossil fuel's electric utilities, favouring alternative energy use.
Descrição: Mestrado em Economia e Ppolítica da Energia e do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3407
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-RMDS-2002.pdf26,4 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.