Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3392
Título: O rendimento social de inserção: instrumento facilitador da inserção?
Autor: Pato, Maria Teresa Serra da Silva
Orientador: Frias, Sónia
Data de Defesa: 5-Abr-2011
Editora: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Citação: PATO, Maria Teresa Serra da Silva - O rendimento social de inserção: instrumento facilitador da inserção? [Em linha]. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2011. Dissertação de Mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.5/3392>.
Resumo: O Rendimento Social de Inserção é uma medida de política social activa, de combate à pobreza. Este estudo pretende contribuir para uma reflexão sobre a aplicação e resultados da medida. O facto de trabalhar no Instituto de Segurança Social, há 13 anos, permitiu-nos um contacto próximo com indivíduos e famílias que ali acorrem a solicitar RSI. Essa experiência de contacto directo com esta população, tornou-nos particularmente sensíveis e interessadas em compreender melhor as dificuldades e carências com que lidam no seu dia-a-dia e foi esse o ponto de para este estudo, cujo objectivo principal foi o de tentar saber na prática se e em que medida os indivíduos e os agregados conseguem mudar a sua vida e depois autonomizar-se deixando de necessitar de recorrer à prestação em que se constitui RSI: Aqui pretendemos também compreender o enquadramento desta medida de política social activa, de combate à pobreza, contextualizando-a a nível europeu. Procurámos ainda analisar as características da população da amostra recolhida, afim a conhecer mais profundamente a sua inserção social, tendo como critérios a autonomia económica e valorização pessoal. Por fim, identificarmos situações em que o RSI foi factor facilitador da inserção social e situações em que apesar de estarmos perante uma população caracteristicamente semelhante, esta medida foi francamente insuficiente. O RSI como medida activa de combate à pobreza, embora com impacto positivo em grande parte da população abrangida, necessita, pela diversidade de entraves que se levantam, de uma intervenção (no sentido de acompanhamento), mais próxima, abrangente e continuada
The Social Insertion Income (SII) is an active social policy measure to combat poverty. This study aims to contribute to a reflection on the measure and on implementation and measurement results. Working at the Institute of Social Security during 13 years, enabled us to have a close and near contact experience with the persons and families who ask for SII. That experience of direct contact with this population, made us particularly sensitive and interested in better understanding the difficulties and needs they deal with in daily experience, which was the beginning point for this study, where the main goal was trying no know if and how these people manage to become autonomous, not needing to this income. We investigated the evolution of the measures off Minimum Income, trying to understand the framing of this active social policy measure to combat poverty, in its European context. On a second stage of this work, we tried to analyze the characteristics of the population in the sample, in order to better apprehend their social insertion, being the criteria economic autonomy and personal enhancement. Among the worked cases, we were able to identify situations in which the SII was a facilitating factor of social inclusion as well as situations where, although we are before a characteristically similar population, this measure was clearly insufficient. The SII, as an active measure to combat poverty, produces a positive impact on much of the population covered, nevertheless, it needs to be a much wider and continuous type of intervention, due to the diversity of barriers that may arise.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Política Social
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3392
Aparece nas colecções:BISCSP – Teses de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Disseratação de Mestrado.pdf418,82 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.