Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3312
Título: As Organizações Não Governamentais Portuguesas no Desenvolvimento dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa - O Caso de Angola
Autor: Silva, Adelaide Correia da
Orientador: Estêvão, João
Palavras-chave: Organizações Não Lucrativas (ONI)
Organizaçòes Não Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD)
subdesenvolvimento
dependência
desenvolvimento participado
empowerment
Non-profit organisations (NPO)
Non-Governmental Development Organisations (NGDO)
underdevelopment
dependence
participatory development
Data de Defesa: Out-2002
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Silva, Adelaide Correia da. 2002. "As Organizações Não Governamentais Portuguesas no Desenvolvimento dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa - O Caso de Angola". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão
Resumo: Partindo das Organizações Não Lucrativas (ONI.) como organizações que oferecem bens c serviços, públicos ou quase públicos em situações de incapacidade do estado, estudaremos as Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD) como organizações que, sendo também sem fins lucrativos, se dedicam à promoção do desenvolvimento nos países subdesenvolvidos. As relações emergentes da situação de adaptação constante das economias ocidentais tiveram como reflexo um aumento das dificuldades nos países subdesenvolvidos, principalmente, nos Africanos ao Sul do Saara. No modelo de ajuda ao desenvolvimento até então adoptado, os receptores, sempre desempenharam um papel subalterno na concepção e promoção do seu próprio desenvolvimento. Este modelo não surtiu portanto o efeito desejado, pelo contrário, os países visados tornaram-se cada vez mais pobres. As ONGD, surgem assim como agentes de progresso, portadores de uma concepção diferente de desenvolvimento, que conseguem granjear a confiança dos países doadores c receptores de recursos públicos c privados. Esta nova filosofia de desenvolvimento, reconhecida a partir de meados dos anos 80, tem como preocupação fundamental, assegurar a especificidade e as particularidades de cada país. Procura respeitar as suas características culturais, tendo como principal objectivo a melhoria das condições de vida da população local, que c um agente fundamental do desenvolvimento. Procura-se neste trabalho, uma aproximação c discussão desta temática, reflectindo sobre o trabalho desenvolvido pelas ONGD, em particular, pelas ONGD Portuguesas nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e especialmente em Angola.
Starting with NPOs (Non-profit organisations) which arc non-profit organisations offering governmental or semi-governmental goods and services in fields where the State cannot operate, we shall study NGDOs (Non-Governmental Development Organisations) which arc also non-profit and which are dedicated to the development of underdeveloped countries. The relationships arising out of the interactions of the constantly evolving Western economies have directly resulted in increased difficulties for the underdeveloped countries, particularly the African countries south of the Sahara. Under the system of applying aid which applied previously, the receivers of the aid played a subordinate role in the planning and execution of their own development. This system did not give the desired results; on the contrary, the developing countries became poorer and poorer. The NGDO then appeared and were seen to be forces of progress, with a different concept of development in which the contributing countries and private donors could have confidence. This new philosophy of development, which came into play during the mid-eighties, has as its main priority the need to meet the specific needs and particularities of each country. It aims to respect the local culture while at the same time achieving its primary objective of improving the living conditions of the population. This work seeks to present a survey of the situation and discussion of this theme, reflecting the evolving results of the work carried out by the NGDO, and in particular by the Portuguese NGDO in the Portuguese-speaking African states (PALOP), especially Angola.
Descrição: Mestrado em Sistemas Sócio-Organizacionais da Actividade Económica
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3312
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM-ACS-2002.pdf4,97 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.