UTL Repository >
ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão / ISEG - School of Economics & Management Lisbon >
Biblioteca Francisco Pereira de Moura / Francisco Pereira de Moura Library >
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/3145

Título: O que é que as organizações estão a fazer relativamente ao BPM e ao SOA?
Autor: Leal, Leopoldina da Conceição
Orientador: Sampaio, Maria Fernanda
Palavras-chave: BPM
SOA
agilidade
Processos de negócio
factores de adopção
barreiras
agility
Business process
adoption factors
barriers
Issue Date: 2010
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Leal, Leopoldina da Conceição. 2010. "O que é que as organizações estão a fazer relativamente ao BPM e ao SOA?". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão
Resumo: Numa economia cada vez mais competitiva, as organizações tentam a todo o custo superar os seus competidores respondendo de forma mais rápida às mudanças da envolvente. Sendo os processos de negócio fulcrais no seio de uma organização e uma vez que as mudanças na organização inevitavelmente provocam alterações nos seu processos, quanto mais rapidamente se conseguir essa alteração mais competitiva e preparada estará a organização para cumprir os seu objectivos estratégicos. Os processos actualmente, e cada vez mais, dependem fortemente das tecnologias de informação, tal significa que uma alteração a um processo poderá implicar alterações em determinados sistemas informáticos da organização, quanto mais flexível forem os sistemas mais rapidamente se consegue esta alteração e mais ágil é a empresa. O BPM aliado ao SOA surge como uma promessa de agilizar uma organização. O BPM e o SOA podem ser utilizados em separado, mas muitos autores defendem que a sua combinação é mais eficaz, permitindo maximizar os investimentos em tecnologias de informação, mapeando, automatizando e optimizando os processos de negócio da organização. Este trabalho tem por objectivo investigar o que estão as empresas a fazer relativamente a estas abordagens, BPM e SOA, se as estão a adoptar e as razões porque o fazem, as dificuldades sentidas nessa adopção, os benefícios visíveis, as barreiras de adopção, entre outros factores. Para além disso, após a revisão bibliográfica ainda se colocaram cinco hipóteses sobre o tema que se pretendia determinar se eram aceites ou rejeitadas. De forma a responder às questões e testar as hipóteses utilizou-se uma metodologia de investigação que consistiu, após a revisão bibliográfica do tema, desenvolver um inquérito e recolher informação junto das organizações. Apesar da amostra usada não ser do tipo probabilístico as hipóteses mantiveram-se e foram testadas, tendo sido grande parte confirmada. Os resultados do inquérito possibilitaram uma análise estatística que permitiu responder à grande parte das questões. Acima de tudo ficou-se com uma ideia geral sobre o que está a acontecer nas organizações Portuguesas relativamente ao BPM e ao SOA.
In a growing competitive economy, organizations try, with all their costs, to overcome their competitors answering in a quick way to changes in the involving. Being business process critical in an organization and once change occurs in the organizations, there are unavoidably change to their processes, so the faster you get that change the more competitive and prepared are the organization to fulfill their strategic objectives. Nowadays processes strongly depend on the information technology which means that a change in a process will cause changes in the information systems. If they are flexible enough more rapidly we get that change and more agile will be the organization. BPM allied to SOA appears as a promise to make an organization agile. BPM and SOA can be used separately but many authors defend that their combination is more effective allowing the maximization of Information Technology investments, because it permits mapping, automating and optimizing the businesses processes of organization. The objective of this work is to investigate what companies are doing relatively to these two approaches, BPM and SOA, if they are adopting it and the reasons why they do it, difficulties during adoption, tangible benefits, and barriers of adoption among other factors. Besides this, after bibliographic revision, it was formulated five hypotheses about the subject that had to be rejected or confirmed. To answer the questions and test hypotheses a research methodology was used, it consisted in an inquiry based on the bibliographic revision that was distributed among some organizations. The sample used was not probabilistic even though we kept the hypotheses and test them being almost all confirmed. The inquiry results were submitted to a statistics analysis which allowed answering most of the questions posed. Above all, this work permitted an overview of what is happening in the Portuguese organizations concerning SOA and BPM.
Descrição: Mestrado em Gestão de Sistemas de Informação
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3145
Appears in Collections:DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_Final_O que é que as Organizações estão a fazer relativamente ao BPM e SOA.pdf4,85 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE