Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3073
Título: Rastreio de parasitas gastrintestinais e seu impacto zoonótico em cães de canil da cidade de Lisboa
Autor: Lebre, Fernando Lopo de Melo e Castro Ribeiro
Orientador: Vieira, Maria João Nobre de Matos Pereira
Meireles, José Augusto Farraia e Silva
Palavras-chave: Parasitas Gastrintestinais
Cães
Canil
Giardia
Cryptosporidium
Gastrointestinal Parasites
Dogs
Shelter
Data de Defesa: Abr-2011
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Lebre, F.L.M.C.R. (2011). Rastreio de parasitas gastrintestinais e seu impacto zoonótico em cães de canil da cidade de Lisboa. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Os parasitas gastrintestinais (GI) (nemátodos, céstodos e protozoários) são um dos principais motivos de preocupação em cães abrigados em canis. Este ambiente apresenta as características ideais para a infecção dos cães por parasitas com ciclo de vida directo. Nesse sentido, procedeu-se à recolha e análise de 179 amostras de fezes provenientes de 3 canis de Lisboa. Deste total de amostras, 124 foram colhidas individualmente e 55 foram recolhidas do interior de boxes com mais que 1 cão e por conseguinte, a colheita foi efectuada por amostragem. As amostras foram todas (n=179) analisadas através do método de flutuação passiva com sulfato de zinco. Adicionalmente foram seleccionadas aleatoriamente 54 amostras para a pesquisa de Giardia e Cryptosporidium através de um teste comercial de imunofluorescência directa (IFD). As prevalências totais globais de parasitas obtidas pelos métodos de flutuação e IFD foram 24,6% (44/179) e 64,8% (35/54), respectivamente. Em relação às prevalências específicas por parasita, os resultados obtidos foram os seguintes: Cystoisospora 10,1% (18/179), Ancylostomatidae 9,5% (17/179), Toxascaris leonina 4,5% (8/179), Toxocara canis 2,8% (5/179), Dipylidium caninum e Trichuris vulpis com 1,1% (2/179), Taeniidae 0,6% (1/179), Giardia 61,1% (33/54) e Cryptosporidium 14,8% (8/54). Quando analisados os resultados apenas das amostras individuais, as prevalências totais globais obtidas pelo método de flutuação (n=124) e IFD (n=34) foram de 23,4% (29/124) e 61,8% (21/34), respectivamente. Em relação às prevalências específicas por parasita, os resultados obtidos foram os seguintes: Cystoisospora 12,1% (15/124), Ancylostomatidae 9,7% (12/124), Toxascaris leonina, Toxocara canis e Trichuris vulpis, todos com 1,6% (2/124), Dipylidium caninum 0,8% (1/124), Giardia 55,9% (19/34) e Cryptosporidium 17,6% (6/34). Não foram detectadas associações significativas entre a presença de parasitas e o sexo, idade e raça dos cães, nem entre as diferenças de prevalências entre canis. Este trabalho demonstrou que os protozoários GI (Cystoisospora, Giardia e Cryptosporidium) constituem o grupo de parasitas mais prevalente nos canis envolvidos neste estudo. Foi demonstrado igualmente a existência de parasitas de potencial zoonótico comprovado em circulação nos canis, tais como, parasitas da família Ancylostomatidae, T. canis e Dipylidium caninum, devendo ser tomadas medidas para evitar a transmissão destes às pessoas que contactam regularmente com cães presentes neste tipo de ambiente, nomeadamente, os funcionários, veterinários, voluntários e visitantes.
ABSTRACT - Survey of Gastrointestinal Parasites and their Zoonotic Impact in Shelter Dogs from Lisbon - The gastrointestinal (GI) parasites (nematodes, cestodes and protozoans) are one of the main concerns in dogs held in shelters. These environments provide the ideal conditions for the infection of dogs by parasites with a direct life cycle. In this context, 179 fecal samples were collected from 3 different shelters of Lisbon. From this total of samples, 124 were collected individually and 55 were collected from the floor of boxes with more than one dog. All the samples (n=179) were analyzed by passive flotation with zinc sulfate. Additionally, 54 samples were randomly selected to be analyzed for the presence of Giardia and Cryptosporidium by direct immunofluorescence (IFD). The overall prevalence obtained by flotation and IFD were, respectively, 24,6% (44/179) and 64,8% (35/54). The specific prevalence by parasite were Cystoisospora 10,1% (18/179), Ancylostomatidae 9,5% (17/179), Toxascaris leonina 4,5% (8/179), Toxocara canis 2,8% (5/179), Dipylidium caninum e Trichuris vulpis with 1,1% (2/179), Taeniidae 0,6% (1/179), Giardia 61,1% (33/54) and Cryptosporidium 14,8% (8/54). The analyzed samples collected individually (n=124) showed a overall prevalence of 23,4% (29/124) obtained by flotation (n=124) and 61,8% (21/34) obtained by IFD (n=34). The specific prevalences by parasite were Cystoisospora 12,1% (15/124), Ancylostomatidae 9,7% (12/124), Toxascaris leonina, Toxocara canis and Trichuris vulpis, all with 1,6% (2/124), Dipylidium caninum 0,8% (1/124), Giardia 55,9% (19/34) and Cryptosporidium 17,6% (6/34). There were no statistical significant associations between the presence of parasites and sex, age and breed of the dogs or between the prevalences among shelters. This work demonstrated that the GI protozoans (Cystoisospora, Giardia e Cryptosporidium) are the most prevalent group of parasites among the shelters that participated in the study. It was also demonstrated that parasites with zoonotic potential are present in shelters, such as Ancylostomatidae, Toxocara canis and Dipylidium caninum and so appropriate precautions should be taken to minimize the risk of transmission to staff, veterinaries, volunteers and visitors.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3073
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rastreio de Parasitas Gastrintestinais e seu Impacto Zoonotico em Caes de Canil da Cidade de Lisboa.pdf2,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.