Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3072
Título: Perturbação de hiperactividade e défice de atenção em contexto escolar : estudo exploratório das percepções dos professores sobre o impacto comportamental de crianças com PHDA em escolas do 1º ciclo
Autor: Baptista, Maria da Graça Fernandes
Orientador: Melo, Ana Isabel Amaral do Nascimento Rodrigues de
Palavras-chave: Atitude
Escola
Impacto
Percepção
PHDA
Professor
Data de Defesa: 2010
Resumo: Objectivo: A PHDA é um dos diagnósticos mais frequentes em crianças em idade escolar. O desenvolvimento de comportamentos anti-sociais e relacionais com pares e professores é um risco acrescido para estas crianças, resultando em dificuldades de adaptação no contexto escolar. Neste estudo, analisamos as percepções de professores sobre o impacto que os problemas de comportamento destas crianças causam no quotidiano escolar. Para o efeito, comparamos, um grupo de crianças com diagnóstico de PHDA e um grupo de crianças sem diagnóstico de PHDA, a frequentarem o 1º Ciclo do Ensino Básico, em Agrupamentos de Escolas do Conselho de Oeiras e de Lisboa. Metodologia: Participaram neste estudo vinte e cinco (N=25) professores de crianças com e sem diagnóstico de PHDA, seleccionadas nas turmas de leccionação de cada professor participante. Fundamentamos a recolha de dados com base no preenchimento do “School Situations Questionnaire” (Barkley, R., 1997), e da Escala de Conners para professores – versão revista (forma reduzida), (Conners, - 1997), o primeiro adaptado para este estudo e a segunda adaptada e traduzida por Ana Rodrigues (2003). Recorreu-se a uma análise estatística descritiva (distribuição de frequências e medidas de tendência central), não paramétrica, para análise das respostas. Resultados: Verificamos que existem diferenças estatisticamente significativas entre os grupos analisados para todos os problemas assinalados pelos professores e quanto ao score médio de impacto que causam no contexto escolar. Verifica-se também uma correlação significativa, com um coeficiente de correlação moderado a elevado, entre o Score de Défice de Atenção e Hiperactividade (SDAH) e o Número de Problemas Assinalados (NPA) e o Score Médio de Problemas (SMP). Conclusão: De acordo com as percepções dos professores, apuramos que crianças com PHDA diferem dos seus pares sem PHDA, quanto ao comportamento e consequente impacto que causam no contexto escolar. Crianças que apresentam sintomatologia condizente com o índice de PHDA, provavelmente, apresentam também, maior frequência e maior grau de impacto de problemas de comportamento, no contexto escolar.
Objective: ADHD is one of the most common diagnoses within school age children. The development of antisocial and anti-relational behaviors towards peers and teachers is an additional risk to these children, causing adaptation difficulties at school. In this study, we analyze teachers’ perceptions about the effects these children behavior problems have within school environment. Thus, we compare two groups of children: one with ADHD diagnosis to another with no ADHD diagnosis, both attending Oeiras and Lisbon primary schools. Method: A sample of twenty-five teachers (N=25), having children with and without ADHD diagnosis in their teaching classes, take part in our study. Our data is based on the filling in of two documents: the School Situations Questionnaire (Barkley, R., 1997) and the Conners Checklist for Teachers – revised version (reduced version), (Conners, 1997), the first one adapted for this study and the second one translated and adapted by Ana Rodrigues (2003). The answers to both the questionnaire and the checklist were analyzed by using a descriptive statistical method (frequency distribution and central tendency measures), a non parametric analysis. Results: There are statistically significant differences between the two analyzed groups of children, concerning the set of problems marked by the teachers and the average score of its effects within school environment. There is also a significant correlation (correlation factor from moderate to high) among the Attention and Hyperactivity Deficit Score (AHDS), the Number of Marked Problems (NMP) and the Problems Average Score (PAS). Conclusion: According to teachers’ perceptions, children with ADHD differ from their peers with no ADHD, concerning their behavior and its consequent effects within school environment. Children exhibiting ADHD symptomatology also exhibit behavior problems at a higher frequency and with larger effects within school environmen
Descrição: Mestrado em Educação Especial
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3072
Aparece nas colecções:EER - Teses de Mestrado
BFMH - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Luis -DEFINITIVA.pdf1,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.