Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/3059
Título: Estudo de variações de gasometria venosa e indicadores de perfusão em canídeos em síndrome choque
Autor: Dourado, Amândio José Soares
Orientador: Ribeiro, Lénio Bruno Martins
Brito, Maria Teresa Mendes Vítor Villa de
Palavras-chave: Hipoperfusão
PVO2
Lactato
Acesso venoso periférico
Hypoperfusion
Lactate
Peripheral venous access
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Dourado, A.J.S. (2010). Estudo de variações de gasometria venosa e indicadores de perfusão em canídeos em síndrome choque. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: A síndrome choque é uma emergência comum em medicina veterinária, exigindo uma necessidade absoluta de monitorização e avaliação permanente destes pacientes. O choque pode ser definido como um estado em que a entrega de oxigénio às células é insuficiente originando défices de produção de energia celular devido à diminuição da perfusão tecidual. O seu diagnóstico é efectuado com base na história e exame clínico usando parâmetros físicos indicativos do estado de perfusão como frequência cardíaca, frequência respiratória, TRC, cor das mucosas, temperatura corporal e das extremidades, pulso e estado mental. Perante a necessidade de encontrar parâmetros laboratoriais objectivos para avaliar a perfusão tecidual, pretendemos com este estudo prospectivo avaliar a utilidade da medição da PVO2, em associação com o lactato, como medida de avaliação do estado de perfusão em pacientes hemodinamicamente instáveis. Adicionalmente pretende-se aferir acerca da utilidade da colheita venosa periférica para medição de gases venosos, mais fácil de realizar, mais rápida e menos invasiva do que a colheita arterial. Pretende-se também verificar se existem diferenças significativas de valores e sua correlação entre dois acessos venosos periféricos diferentes (veia safena e veia jugular externa). Foram usados no estudo 14 cães adultos, 7 em síndrome choque e 7 saudáveis, em que se realizaram análises sanguíneas para gasometria e monitorização de pressões arteriais. Os valores de lactato foram significativamente superiores nos pacientes em choque (grupo amostra), comparando ambos os acessos venosos com os do grupo controlo (p<0,05). Não existiram diferenças significativas de valores de lactato obtido entre a veia jugular e safena medidos em pacientes em choque (p>0,05) pelo que a escolha do local para a medição do lactato é indiferente. Em relação aos valores de PVO2, obtidos, verificam-se diferenças significativas entre ambas as veias em pacientes em choque (p<0,05). Os valores de PVO2 não se mostraram significativamente diferentes entre o grupo amostra e o grupo controlo (p>0,05) quando obtidos a partir da veia jugular. Já em relação à veia safena, verificam-se que as diferenças são significativas entre ambos os grupos (p<0,05), sugerindo que em pacientes em choque, o melhor acesso venoso periférico para avaliação da PVO2 será a veia safena. Este estudo precisa de mais investigação e de uma maior amostra para avaliar a precisão da PvO2 na avaliação da hipoperfusão em cães em choque e averiguar a utilidade do acesso venoso periférico para a medição de lactato e PvO2.
ABSTRACT: Study of changes in blood gas and indicators of perfusion in dogs in shock syndrome - The shock syndrome is a common emergency in veterinary medicine, requiring an absolute need for permanent monitoring and evaluation of these patients. Shock syndrome can be defined as a state in which the delivery of oxygen to cells is insufficient which leads to deficits in cellular energy production due to decreased tissue perfusion. The diagnosis is made based on history and clinical examination using physical parameters indicative of the state of perfusion as heart rate, respiratory rate, CRT, mucous membrane color, body temperature and extremities, pulse and mental state. Since there is a need to find objective laboratory markers that reflect the state of perfusion, this study aims to evaluate the usefulness of measuring PVO2 in association with lactate as a measure to assess the state of perfusion in hemodynamically unstable patients. Additionally we intend to assess about the usefulness of peripheral venous blood sampling for measurement of venous gases, much easier to perform, faster and less invasive than arterial blood sampling collection. We also intend to check whether there are significant differences of values and the correlation between two different peripheral venous accesses (saphenous vein and external jugular vein). We studied 14 adult dogs, 7 of which were in shock syndrome and 7 were healthy, and it was done evaluation of blood pressures and arterial blood gas analysis and lactate at the time of entry. The lactate values were significantly higher in patients in shock (sample group), comparing both venous access with the control group (p<0.05). No significant differences in lactate values obtained from the jugular vein and saphenous measured in patients in shock (p>0.05) so the choice of location for the measurement of lactate is indifferent. Regarding PVO2 values obtained, there are significant differences between the two veins in patients in shock (p< 0.05). PVO2 values were not significantly different between the sample group and control group (p>0.05) when obtained from the jugular vein. In relation to the saphenous vein, that there are significant differences between both groups (p<0.05), suggesting that in patients in shock, the best peripheral venous access to evaluate PVO2 is the saphenous vein. This study needs more research and a larger sample to assess the accuracy of PvO2 in the assessment of hypoperfusion in dogs in shock and to investigate whether the use of a peripheral venous access for measurement of lactate and PvO2 may be useful in evaluating these patients. KEYWORDS: hypoperfusion,
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/3059
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ESTUDO DE VARIAÇOES DE GASOMETRIA VENOSA E INDICADORES DE PERFUSAO EM CANIDEOS EM SINDROME CHOQUE.pdf654,86 kBAdobe PDFVer/Abrir
ANEXO I.pdf60,28 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.