Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/2200
Título: Planos profilácticos aplicados a populações de bovinos de carne: caracterização e avaliação do seu impacte nos parâmetros produtivos
Autor: Ferreira, Helio Fernando Parracheiro
Orientador: Boinas, Fernando Jorge Silvano
Palavras-chave: Profilaxia
Parâmetros produtivos
Doença Respiratória Bovina
Qualidade
Prophylaxis
Production parameters
Bovine Respiratory Disease
Quality
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Ferreira, H.F.P. (2010). Planos profilácticos aplicados a populações de bovinos de carne: caracterização e avaliação do seu impacte nos parâmetros produtivos. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O sector da carne bovina é, na União Europeia, um dos mais importantes, correspondendo a cerca de 10% do total da produção agrícola. A profilaxia baseia-se na prevenção de introdução de doenças a nível populacional e aplica-se tanto a doenças transmissíveis como a não transmissíveis, considerando os três elementos fundamentais responsáveis pela caracterização de doenças: o agente, o hospedeiro e os factores ambientais. O desenvolvimento de um plano profiláctico requer o conhecimento da proveniência dos animais e dos seus mecanismos de resposta imunitária, da prevalência de doenças em cada unidade de produção e agentes envolvidos e dos cuidados a tomar para potenciar os efeitos benéficos dos imunoprofilácticos. Estes efeitos podem ser avaliados nos bovinos por parâmetros produtivos como o Ganho Médio Diário (GMD), Ingestão Diária de Alimento, Índice de Conversão Alimentar, Morbilidade e Mortalidade. A Doença Respiratória Bovina é a patologia que maior impacto económico negativo causa em qualquer fase da produção primária de bovinos com perdas associadas a diminuição na produção, elevadas taxas de mortalidade e custos em tratamentos. Visando a protecção e satisfação do consumidor, começam a ser implementados sistemas de gestão de qualidade no sector de produção de carne bovina que, no sector primário passam pela descrição de procedimentos e implementação de princípios do HACCP (Hazard analysis and critical control points) e ainda por elaboração de manuais técnicos como Manuais de Biossegurança ou Sistemas de avaliação de fornecedores. Este trabalho procurou comparar dois fornecedores de animais vivos de uma unidade de engorda de bovinos no concelho de Ourém, tendo em conta os planos profilácticos aplicados na origem, conhecidos por intermédio de questionários de avaliação de fornecedores. Não se verificaram diferenças significativas nos parâmetros produtivos dos animais de ambos os fornecedores, mas constatou-se uma menor dispersão de GMD e uma tendência para menor morbilidade no fornecedor com plano vacinal mais abrangente e que apresentou maiores cuidados de biossegurança adaptados aos planos vacinais. O trabalho visou ainda a elaboração de Manuais Técnicos para a referida unidade de produção, com formulação de Questionários de avaliação de fornecedores e Manual de Biossegurança.
ABSTRACT - Prophylactic plans applied at beef cattle populations: Characterization and estimate of their impact on productive parameters - The beef cattle sector is in the European Union, one of the most important, accounting for about 10% of total agricultural production. Prophylaxis is based on prevention of disease introduction at the population level and applies both to contagious diseases such as non-contagious, considering the three key elements responsible for disease characterization: agent, host and environmental factors. The development of a prophylactic plan requires knowledge of the origin of animals and their mechanisms of immune response, the prevalence of diseases in each production unit and agents involved and the precautions to take to maximize the beneficial effects of prophylactics. These effects can be evaluated in cattle from production parameters such as average daily gain (ADG), daily intake of food, food conversion ratio, Morbidity and Mortality. The Bovine Respiratory Disease is a disease that causes major negative economic impact at any stage of primary production, while cattle losses associated with decreased production, high rates of mortality and treatment costs. For the protection and consumer satisfaction, it is starting to be implemented quality management systems in beef production chain which, in the primary sector consists on the description of procedures and implementation of HACCP (Hazard analysis and critical control points) principles and also by preparing technical manuals such as Biosafety Manuals or supplier evaluation systems. This study attempted to compare two suppliers of live animals from a cattle finishing unit localized in Ourém, Portugal, taking into account the prophylactic plans applied at the origin, known by application of questionnaires for supplier evaluation. There were no significant differences in production parameters of the animals from both suppliers, but found a lower dispersion of ADG and a trend toward lower morbidity in vaccine supplier with more comprehensive plan and that showed more biosafety cares associated with prophylactic plans. The work aimed to further the development of technical manuals for the production unit, with development of questionnaires for evaluating suppliers and Biosafety Manual.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2200
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.