Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/2186
Título: Hyperthyroidism in cats: a review of cases seen at a first opinion veterinary hospital practice in the UK
Autor: Lopes, João Luís Pires de Almeida Vieira
Orientador: Butcher, Ray
Correia, José Henrique Duarte
Palavras-chave: Feline hyperthyroidism
Thyroxine
Carbimazole
Methimazole
Thyroidectomy
Radioactive iodine
Hipertiroidismo felino
Tiroxina
Carbimazol
Metimazol
Tiroidectomia
Iodo radiactivo
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Lopes, J.L.P.A.V. (2010). Hyperthyroidism in cats: a review of cases seen at a first opinion veterinary hospital practice in the UK. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Resumo: This thesis is constituted by one retrospective study and one prospective study of the hyperthyroid cat population of the Wylie Veterinary Centre. The retrospective study was based on 266 hyperthyroid cats presented in the practice from 1/8/07 to 31/7/09, with the objective of characterizing the population and evaluating the efficacy and safety of the different therapeutic options. The therapeutic options were surgery and medical therapy with Neo-mercazole® (carbimazole), Felimazole® (methimazole), methimazole liquid and Vidalta® (sustained release carbimazole). Methimazole liquid was the most effective option, controlling 69,2% of the cases. Because it is no longer available, the most effective available option is the unilateral thyroidectomy, with 69% of controlled cases. Neo-mercazole® and methimazole liquid were the safest options, without causing adverse reactions. However, because they are no longer available, the safest option is probably the unilateral thyroidectomiy, with only 4,8% of complications. Comparing the available medical options, Vidalta® seems to be the most effective, with 54,9% of controlled cases, and Felimazole® the safest, causing adverse reactions in 5,13% of the cases. Comparing the costs of the different treatment options, medical therapy requires a lower initial investment, but thyroidectomy seems to be the most economical long-term option, corresponding to a oneyear course of medical treatment and to half the price of radioiodine therapy. The prospective study involves the 77 hyperthyroid cats seen in a period of 3 months. The population was characterized, the frequency of the clinical signs, hematologic and biochemical changes was determined, as well as the outcome of medical and surgical therapy and the involvement of the parathyroid in surgery. The extracted thyroid glands and submitted to histopathology. The population had a mean of 14 years of age. 18 new cases were diagnosed, corresponding to 6 new hyperthyroid cats per month. All cats presented weight loss. The frequency of diarrhoea, dyspnoea, heart murmur, PU/PD, skin lesions and vomiting was much lower than described the in literature, as well as the frequency of erythrocytosis, increased liver enzymes and hyperphosphatemia. Azotemia had a higher frequency than described in the literature and de novo azotemia happened after treatment in 15,6% of the cases. The incidence of side effects of treatment was 23,38%. The most frequent concomitant disease was dental disease and the most common diagnostic complementary exam was echocardiography. The only patient that died of a complication from surgery was submitted to a simultaneous bilateral surgery. In 2 of the 7 thyroidectomies the parathyroid’s blood supply was not preserved. Thyroid carcinoma was found in 3 of the 7 analysed glands.
RESUMO - Este trabalho é constituído por um estudo retrospectivo e um estudo prospectivo da população de gatos hipertiroideus do hospital veterinário Wylie Veterinary Centre, no Reino Unido, Foi feito um estudo retrospectivo dos 266 casos apresentados no Wylie Veterinary Centre entre 1/8/07 e 31/7/09, com o objectivo de caracterizar a população e avaliar a eficácia e segurança das várias opções terapêuticas. As opções terapêuticas foram tiroidectomia e terapêutica médica com Neo-mercazole® (carbimazol), Felimazole® (metimazol), metimazol líquido e Vidalta® (carbimazol de libertação contínua). Metimazol líquido foi a opção mais eficaz, controlando 69.2% dos casos. Por não se encontrar disponível, a opção disponível mais eficaz é a tiroidectomia unilateral, com 69% de casos controlados. Neo-mercazole® e metimazol líquido constituem as opções mais seguras, não tendo registado quaisquer reacções adversas. Contudo, por já não estarem disponíveis, a opção disponível mais segura é a tiroidectomia unilateral, com apenas 4,8% de complicações. Comparando as opções terapêuticas médicas disponíveis, Vidalta® parece ser o mais eficaz, com 54,9% dos casos controlados e Felimazole® o mais seguro, com 5,13% de reacções adversas. Comparando os custos das opções terapêuticas, a terapêutica médica requer um menor investimento inicial. A tiroidectomia parece ser a mais económica a longo prazo, correspondendo ao custo de um ano de terapêutica médica e a metade do preço de tratamento com iodo radioactivo. Foi feito um estudo prospectivo dos 77 gatos hipertiroideus apresentados num período de 3 meses. A população foi caracterizada e foi determinada a frequência dos sinais clínicos, alterações hematológicas e bioquímicas, bem como os resultados obtidos com as terapêuticas médica e cirúrgica. As tiróides extirpadas foram submetidas a análise histopatológica. A média de idades da população foi de 14 anos. Foram diagnosticados 18 novos casos, o que corresponde a 6 novos casos por mês. Todos os casos apresentaram perda de peso. A frequência de ocorrência de diarreia, dispneia, sopros cardíacos, PU/PD, lesões cutâneas e vómitos foi acentuadamente mais baixa que a descrita na bibliografia, bem como a frequência de eritrocitose, elevação das enzimas hepáticas e hiperfosfatémia. A frequência de azotémicos foi superior à descrita na literatura e ocorreu azotémia de novo em 15,6% dos casos. Houve efeitos secundários à terapêutica em 23,38% dos casos. A doença concomitante mais frequente foi a patologia dentária e o meio de diagnóstico complementar mais utilizado foi a ecocardiografia. A única morte devida a uma complicação pós-cirúrgica ocorreu após uma tiroidectomia bilateral não faseada. Em 2 das 7 tiroidectomias não foi possível preservar o aporte sanguíneo da paratiroide. 3 das 7 glândulas analisadas apresentaram carcinomas.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2186
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capas e pag iniciais.pdf69,05 kBAdobe PDFVer/Abrir
corpo do texto.pdf9,61 MBAdobe PDFVer/Abrir
Bibliografia e Anexos.pdf4,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.