Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/2077
Título: Recuperação de um solo florestal queimado por aplicação de residuos orgânicos. Respiração induzida por substrato dos microrganismos do solo
Outros títulos: Recovery of a burned forest soil by organic residues application. Substrate induced microbial respiration in soils
Autor: Pinto, Renata Machado dos Santos
Orientador: Cordovil, Cláudia Marques dos Santos
Mendonça, Amarilis de Varennes e
Palavras-chave: forest fire
soil
microbial community
organic amendments
MicroResp TM
fogo florestal
solo
comunidade microbiana
residuos orgânicos
Data de Defesa: 2009
Resumo: Organic amendments were made to a naturally burned soil (BS), unburned soil (fresh soil) and soils treated at 65, 105 and 250 oC simulating fire effects. Digested pig slurry (PS), composted municipal solid waste (MSW) and a mixture of both residues were applied to soil samples and incubated for 2 months. To determine the effects of fire and organic amendments on soil microorganisms and if changes occurred in their functional diversity, microbial community level physiological profiles were assessed using different carbon substrates. Substrate induced respiration and basal respiration were determined by the MicroRespTM method. BS showed greater respiration values than other treatments, suggesting that the ability of soil microorganisms to use carbon substrates was not reduced in BS, probably due to low fire intensity. PS seemed to be more effective improving microbial activity in BS, while in 65 and 105 oC soils MSW was more successful. Fresh soil often showed lower respiration than 65 and 105 oC soils suggesting a change in microbial communities after treatment, eventually with destruction of less tolerant microorganisms and consequent increase of available organic matter. Microorganisms introduced by organic residues seemed to play an important role in microbial respiration recovery.---------------------------------Foram aplicados resíduos orgânicos a um solo queimado (SQ) em fogo florestal, solo não queimado (solo fresco) e solos tratados a 65, 105 e 250 oC em estufa. Chorume de porco digerido (CP), resíduo solo urbano compostado (RSU) e uma mistura destes dois resíduos foram adicionados aos solos e incubados durante dois meses. Para avaliar os efeitos do fogo e da aplicação de resíduos aplicados nos microrganismos do solo e se as mudanças ocorreram ao nível da sua diversidade funcional, determinaram-se os perfis fisiológicos da comunidade microbiana através da utilização de diferentes substratos carbonados, pelo método MicroRespTM. O SQ apresentou maior respiração, sugerindo que a capacidade dos microrganismos utilizarem os substratos não ficou reduzida pelo fogo, que provavelmente foi de baixa intensidade. O CP terá sido mais eficiente a melhorar a actividade microbiana no SQ, e nos solos a 65 e 105 oC o RSU. O solo fresco obteve frequentemente menores valores de respiração que os solos tratados a 65 e 105 oC, sugerindo uma mudança nas comunidades microbianas após tratamento, com eventual destruição de microrganismos menos tolerantes e aumento de matéria orgânica disponível. Os microrganismos introduzidos pelos resíduos parecem desempenhar um papel importante na recuperação da respiração microbiana.
Descrição: Mestrado em Engenharia do Ambiente - Especialização em Tecnologias Ambientais - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/2077
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Recuperação de um solo florestal queimado-versão definitiva.pdf3,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.