Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1948
Título: Qualidade de vida e vulnerabilidade no Arquipélago dos Açores: estudo de caso
Autor: Calado, Leila Sofia Marques Garcia
Orientador: Carvalho, Bernardo Pacheco
Palavras-chave: Azores
quality of life
vulnerability
agricultural policy
qualidade de vida
politica agricola
Data de Defesa: 2008
Resumo: The Azorean Primary Sector is analysed and characterized in light of a specific outermost reality such as the Western Group. This characterization allows us to identify the strengths and weaknesses of a sector that still has a substantial weight in the lives of its inhabitants. This study pretends to function as an information base about specific rurality for the characterization of changing processes accordingly with the model Innovation and Induced Change (IIC), namely the rural reality lived in the Western Group. The study focuses on a small area, the island of Flores, to identify problems and solutions to improve the quality of life of families. On the initial phase we collected secondary data and made a related bibliography research, followed by direct selection of information from two kinds of surveys. One halfstructured survey based on the selection of key personalities and the other applied to a set of 75 households within 354 holdings. We exposed prevailing tendencies and predicted the sustainability of systems as well as the decrease of family vulnerability. It is demonstrated that the agricultural policies in general can often work as promoters of imbalances and uncertainties instead of encouraging greater equity and security.---------------------------------- O Sector Primário Açoriano é analisado e caracterizado à luz de uma realidade ultraperiférica específica como é o caso do Grupo Ocidental. Tal caracterização permite identificar os pontos fortes e fracos, de um sector que ainda possui um peso substancial na vida dos seus habitantes. Este estudo pretende funcionar como base de informação sobre a ruralidade específica permitindo caracterizar os processos de mudança à luz do Modelo Inovação e Mudança Induzida (IMI), designadamente da realidade rural vivida no Grupo Ocidental. O estudo centra-se num espaço restrito, a ilha das Flores, visando identificar problemas e soluções para a melhoria da qualidade de vida das famílias. Efectuou-se numa primeira fase a recolha de dados secundários e respectiva pesquisa bibliográfica, a que se seguiu levantamento directo de informação seguindo dois tipos de inquéritos. Um semi-estruturado e com base na escolha de personalidades de referência e outro aplicado a um conjunto de 75 agregados familiares num universo total de 354 explorações. Conseguimos evidenciar tendências evolutivas e perspectivar a sustentabilidade dos sistemas e diminuição da vulnerabilidade das famílias. Demonstra-se que as políticas agrícolas de um modo geral podem funcionar muitas vezes como promovedoras de desequilíbrios e incertezas ao invés de promover maior equidade e segurança.
Descrição: Mestrado em Produção Agrícola Tropical - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1948
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Trabalho Completo (Versão definitiva) PDF.pdfTese45,8 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!
Capa e contra-capa definitivo.pdfCapa/Resumo/Abstract116,55 kBAdobe PDFVer/Abrir
Índice Fig. Final.pdfIndice Fig.84,71 kBAdobe PDFVer/Abrir
Índice Quadros Final.pdfIndice Quadros65,18 kBAdobe PDFVer/Abrir
Lista de Anexos.pdfLista de Anexos33,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.