Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1943
Título: Avaliação da biomassa de plantas bioenergéticas
Autor: Santos, Jorge Miguel Correia Farias dos
Orientador: Pereira, Helena Margarida Nunes
Gominho, Jorge
Palavras-chave: energy crops
biomass
culturas bioenergéticas
biomassa
Data de Defesa: 2009
Resumo: This study assessed the potential of biomass production of twelve energy crops: 7 tree plants of the genus Eucalyptus, Salix, Populus, Alnus, Fraxinus, perennial grasses Pennisetum purpureum, Arundo donax, Miscanthus x giganteus and the oil producing plants Linum usitatissimum and Jatropha curcas. Biometric measurements of height and diameter were executed to assess the growth of each crop and to estimate biomass production and moisture content. Eucalyptus was the species that presented the greatest yield potential, with 2 t/ha of biomass produced in 10 months, and a height growth rate of 32.3 cm/month followed by the two poplar clones (Unal and Beaupré) who presented height growth rates of 15.5 cm/month and 12.1 cm/month, respectively, while the results obtained with the other tree species were much lower. The perennial grasses giant reed (Arundo donax) and the elephant grass (Pennisetum purpureum) revealed a high yield potential while the estimated for Miscanthus x giganteus was low. Flax presented promising results in an energy use outlook while the other oleaginous crop, Jatropha curcas, could not resist the occurrence of frost.-----------------------------------------Neste trabalho avaliou-se o potencial produtivo de biomassa de doze culturas bioenergéticas: 7 culturas florestais dos géneros Eucalyptus, Salix, Populus, Alnus, Fraxinus, 3 herbáceas de crescimento rápido (Pennisetum purpureum, Arundo donax, Miscanthus x giganteus) e 2 plantas oleaginosas (Linum usitatissimum e Jatropha curcas). Foram efectuadas medições biométricas da altura e do diâmetro para avaliação do crescimento e estimadas as produtividades biomássicas e o teor de humidade de cada cultura. A espécie florestal que revelou maior potencial foi o eucalipto com 2 t/ha de biomassa produzida em 10 meses e uma taxa de crescimento em altura de 32,3 cm/mês. Seguiram-se os dois clones de choupo, Unal e Beaupré, com taxas de crescimento em altura de 15,5 cm/mês e 12,1 cm/mês, respectivamente. Os resultados obtidos com as restantes espécies florestais foram bastante inferiores. Nas plantas herbáceas, registaram-se maiores potenciais produtivos no capim-elefante Pennisetum purpureum) e na cana-do-reino (Arundo donax) do que no Miscanthus x giganteus. O linho apresentou resultados promissores tendo em vista o seu aproveitamento energético, enquanto a outra planta oleaginosa estudada, a Jatropha curcas, não resistiu à ocorrência de geada.
Descrição: Mestrado em Engenharia do Ambiente - Tecnologias Ambientais - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1943
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE.pdf7,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.