Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1928
Título: Estimativa das emissões de gases com efeito de estufa resultantes de fogos de vegetação em Portugal (1990-2008), incluindo análise de incerteza e sensibilidade
Autor: Rosa, Isabel Maria Duarte
Orientador: Pereira, José Miguel Cardoso
Palavras-chave: vegetation fires
greenhouse gases
uncertainty analysis
sensitivity analysis
incêndio
gases com efeito de estufa
análise de incerteza
análise de sensibilidade
Data de Defesa: 2009
Resumo: Vegetation fires are an important source of greenhouse gases emissions to the atmosphere, such as carbon dioxide (CO2), methane (CH4) and nitrogen dioxide (N2O). In order to improve our knowledge on how these gases affect the atmosphere, it is of utmost importance to identify and reduce the uncertainties attached to emissions estimation. Each one of the variables used to calculate the emissions (burnt area, biomass, combustion factor and emission factor) have uncertainties associated with estimation of their values. The uncertainty analysis helps us to understand the variability of the model output. In Portugal, within the large annual variability, between 1990 and 2008, 2003 was the year with the highest amount of greenhouse gases emitted. CO2 was the gas with larger quantities emitted (roughly 5000Gg), however significant amounts of CH4 and N2O, which have higher greenhouse effect potential, were also released (311 and 258Gg CO2eq.). Results of the sensitivity analysis allowed for the identification of emission factor and the combustion factor of shrubs as the variables with higher impact on the variance of the model output. Therefore, it is very important to reduce the uncertainties attached to these variables in order to reduce the variability of the model output.-----------------------------------------Os fogos de vegetação são uma importante fonte de emissão de gases com efeito de estufa, como o dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), sendo essencial conhecer e reduzir as incertezas associadas à estimativa destas emissões. A análise de incerteza permite avaliar a variabilidade do resultado do modelo que está associada às incertezas inerentes a cada uma das variáveis, utilizadas no cálculo das emissões: área ardida, biomassa, factor de combustão e factor de emissão. Em Portugal, a variabilidade anual observada é grande. Entre 1990 e 2008, o ano de 2003 registou a maior quantidade de gases emitidos, com o CO2 como gás emitido em maior quantidade (cerca de 5000Gg). Importa realçar que também foram emitidas quantidades significativas de CH4 e N2O (311 e 258Gg CO2eq., respectivamente), que são gases com um potencial de efeito de estufa muito maior que o do CO2. Em 2008, pelo contrário, registaram-se os valores mais baixos de emissões, devido à pequena extensão de área ardida. A análise de sensibilidade permitiu identificar o factor de emissão para cada composto químico e o factor de combustão da vegetação arbustiva, como as variáveis com maior efeito sobre a variância do resultado do modelo.
Descrição: Mestrado em Engenharia Floresta e dos Recursos Naturais - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1928
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_definitiva_final.pdf2,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.