Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1897
Título: Tipagem molecular de Listeria monocytogenes proveniente de queijo de ovelha e de origem humana por AFLP
Autor: Maia, Carla Maria Heliodoro
Orientador: Ferreira, Maria Adélia Santos
Palavras-chave: Listeria monocytogenes
AFLP
listeriosis
raw sheep cheese
clinical strains
listeriose
queijo de ovelha
isolados clinicos
Data de Defesa: 2009
Resumo: Listeriosis is a severe infection caused by the ingestion of foods which are contaminated with Listeria monocytogenes, that can affect anyone, especially risk groups, which include pregnant women, fetuses, children, elderly and immunocompromised individuals. To relate and characterize L.monocytogenes strains found in food and clinical isolates, Amplified Fragment Length Polymorphism (AFLP) technique was implemented. In order to investigate possible relationships between strains, 27 isolates of L.monocytogenes from Serra da Estrela sheep cheese and 28 isolates from clinical cases of human listeriosis, which are provided by hospitals in different portuguese regions, were characterized by AFLP. The reprodutibility of the technique was tested with L.monocytogenes strains with know AFLP profile. There were identified a total of 19 different AFLP profiles, 4 isolates from cheese and 15 from clinical sources. The distribution of AFLP profiles from cheese isolates is relatively homogeneous by the farmhouses, suggesting that are more common and recurrent strains. We observed the existence of clinical strains among them, distributed throughout the country. There were no common AFLP profiles between L.monocytogenes strains implicated in listeriosis cases and Serra da Estrela cheese strains. ------------------------------------------------- RESUMO A listeriose é uma infecção grave causada pelo consumo de alimentos contaminados com Listeria monocytogenes, pode afectar qualquer pessoa, especialmente os grupos de risco, os quais incluem grávidas, fetos, crianças, idosos e imunocomprometidos. Para caracterizar e relacionar estirpes de L.monocytogenes encontradas nos alimentos e nos isolados clínicos foi implementado o método Amplified Fragment Length Polymorphism (AFLP). Com o objectivo de investigar possíveis relações entre estirpes, foram caracterizados, por AFLP, 27 isolados de L.monocytogenes provenientes de queijo de ovelha “Serra da Estrela” e 28 isolados clínicos provenientes de casos de listeriose humana, cedidos por hospitais de diferentes regiões do país. A reprodutibilidade do método foi avaliada com a utilização de estirpes de L.monocytogenes com perfil AFLP conhecido. Ao todo foram identificados 19 perfis AFLP diferentes, 4 provenientes de isolados de queijos e 15 de origem humana. A distribuição dos perfis AFLP, de isolados de queijos, pelas explorações é relativamente homogénea, sugerindo que existem estirpes mais comuns e recorrentes. Entre isolados humanos, observou-se a presença de estirpes idênticas entre si, mas distribuídas por várias regiões do país. Não foram encontrados perfis AFLP comuns entre as estirpes de L.monocytogenes implicadas em casos de listeriose e as estirpes de queijo “Serra da Estrela”.
Descrição: Mestrado em Engenharia Alimentar - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1897
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_final_Carla_imprimir.pdf1,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.