Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1896
Título: Modelação do dano causado pelos incêndios florestais em Portugal
Autor: Silva, Andreia Filipa Ramos
Orientador: Borges, José Guilherme Calvão
Marques, Susete Maria Gonçalves
Palavras-chave: wildfires
logistic regression
damage modeling
incêndio florestal
regressão logistica
modelação de dano
Data de Defesa: 2009
Resumo: In the past years, forest fires were the major threat to the Mediterranean forest, increasing their severity, causing a potencial economic loss. This context suggests the need for the development of effective forest planning. A three-step modelling strategy based on logistic regression methods was used. In the first step, a model was developed to predict whether mortality occurs after a wildfire in a stand. In the second step the degree of damage caused by wildfires in stands where mortality occurs is quantified (i.e. percentage of mortality). In the third step this mortality is distributed among trees. Data from over 241 plots and 2520 trees, collected in fire perimeters from 2006 to 2008, were used for modeling purposes. The variables used in the models, are easy to measure or to calculate by forestry landowners, after forest inventory. The developed models included all species. The variables that better explain damage are stand structure and tree size.----------------------Os fogos florestais são a maior ameaça que afectou a floresta mediterrânea e portuguesa nos últimos anos, e apresentam uma tendência para aumentar a sua severidade. Uma vez que a sua ocorrência diminui o potencial económico é necessário intervir. Desenvolveu-se um sistema de modelos que fosse capaz de modelar o dano em três passos. O primeiro consiste em prever se ocorre mortalidade na parcela, o segundo em quantificar a proporção de árvores mortas nas parcelas onde ocorreu mortalidade, e o terceiro em modelar a mortalidade individual das árvores. Para o desenvolvimento dos modelos utilizou-se a regressão logística. Recorreu-se a 241 parcelas e 2520 árvores que foram percorridas por incêndios florestais entre o final de 2006 e o início de 2008. As variáveis utilizadas são de fácil obtenção pelos proprietários ou calculadas posteriormente através de equações hipsométricas. A mortalidade das árvores foi obtida por um único modelo que inclui todas as espécies. Concluiu-se que as variáveis que têm maior influência sobre no dano são a irregularidade do povoamento e as dimensões dos indivíduos.
Descrição: Mestrado em Engenharia Florestal e dos Recursos Naturais - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1896
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de Mestrado.pdf3,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.