Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1801
Título: Avaliação epidemiológica da distribuição da espécie Ornithodoros erraticus no Alentejo
Autor: Figueiredo, Miguel da Costa
Orientador: Bóinas, Fernando Jorge Silvano
Palavras-chave: Ornithodoros erraticus
Inquérito
Malhadas antigas
Alentejo
Questionnaire
Old premises
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Figueiredo, M.C. (2010). Avaliação epidemiológica da distribuição da espécie Ornithodoros erraticus no Alentejo. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: O Ornithodoros erraticus é um argasídeo que pode ser vector de doenças infecciosas tais como a Febre Recorrente Hispano-Africana no Homem e a Peste Suína Africana em suínos. Em Portugal, os Ornithodoros erraticus encontram-se em construções antiquadas, rudimentares, de pedra e taipa que servem para albergar os suínos no campo e que são designadas localmente de “malhadas antigas”. Com este estudo, pretendeu-se averiguar a presença do parasita em explorações de suínos em regime extensivo no Alentejo com estas instalações para posteriormente ser avaliado em laboratório como potencial vector de agentes infecciosos. Para tal, realizou-se, preliminarmente, um inquérito acerca do argasídeo em estudo e os seus possíveis locais de presença a 76 Médicos Veterinários assistentes de explorações de suínos em regime extensivo, seleccionados a partir de várias bases de dados locais e nacionais. Após a análise dos resultados do inquérito, os concelhos reportados com maior número de “malhadas antigas” foram os concelhos de Ourique (26), Almodôvar (9), Évora (7) e Castro Verde (6). Treze Médicos Veterinários inquiridos relataram a presença de lesões cutâneas características do argasídeo nos suínos. Dez afirmaram observá-las na exploração, enquanto três observam-nas após abate. Realizaram-se posteriormente deslocações a 33 explorações, em 10 concelhos do Alentejo, consideradas com potencial para albergar o parasita. Efectuou-se pesquisa manual em 23 explorações e colocaram-se armadilhas de CO2 em 26 explorações. A armadilha de CO2 revelou-se mais eficaz na captura do argasídeo do que a pesquisa manual. A utilização das armadilhas de CO2 permitiu a captura de O. erraticus em todas as explorações infestadas, ao passo que a colheita manual apenas foi eficaz em 55% destas. Recolheram-se exemplares de O. erraticus em 9 explorações. Uma no concelho de Almodôvar, duas no concelho de Castro Verde e seis no concelho de Ourique. Em 8 das explorações onde se efectuaram capturas do argasídeo, as edificações eram de pedra e taipa e o chão de terra e numa as paredes eram de alvenaria com fendas e o piso era de cimento com brechas. Duas destas explorações estavam desocupadas, estando sem animais domésticos há 3 meses num caso e há 2 anos no outro. Através deste estudo foi possível concluir que o O. erraticus ainda está presente em várias explorações de suínos no Baixo Alentejo e pode ser vector de agentes infecciosos para humanos e animais.
ABSTRACT - The Ornithodoros erraticus is a soft tick that may be vector of infectious diseases such as Spanish-African Relapsing Fever in Humans and African Swine Fever in pigs. In Portugal, Ornithodoros erraticus is found in archaic and rudimentary buildings made of stone and clay which house the pigs in the field and are often called as old premises. Therefore, it was established to survey the presence of the parasite in the pig herds on extensive regime in Alentejo with this type of installations to evaluate in laboratory its potential as vector of infectious agents. For so, firstly it was assembled a telephonic questionnaire about the soft tick in study and its whereabouts to 76 Veterinaries who were assistants of pig herds on extensive regime, selected from several local and national databases. After the analysis of the questionnaire’s results, the counties with more old premises were Ourique (26), Almodôvar (9), Évora (7) and Castro Verde (6). Thirteen inquired Veterinaries reported the presence of characteristic cutaneous lesions of the soft tick in pigs. Ten told to observe them at the pig herds as three observe them post mortem. Afterwards it was performed screenings to 33 pig herds on 10 counties of Alentejo considered to have potential to hold the parasite. Manual screening was performed on 23 pig herds. CO2 traps were assembled in 26 pig herds. CO2 traps revealed more efficiency in capturing the argasid rather than manual screening. The traps permitted captures in all of the infested pig herds as manual picking were only effective in 55% of those. Ornithodoros erraticus were collected in 9 pig herds. One in Almodôvar’s county, two in Castro Verde’s county and six in Ourique’s county. Eight of the positive farms had the buildings made of stone and clay and floor of soil and one had the buildings made of bricks with cracks and cement floor with gaps to the soil. Two of these pig herds didn’t shelter any domestic animals for 3 months in one case and 2 years in the other. Through this study it was possible to acknowledge that the O. erraticus is still present in several pig herds of South Alentejo and can be potential vector of infectious agents to humans and animals.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1801
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação epidemiológica da distribuição da espécie Ornithodoros erraticus no Alentejo.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.