Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1656
Título: A comparison between conventional and nutridense corn on the digestibility and performances of broilers
Autor: Neves, Duarte Ribeiro e Silva de Almeida
Orientador: Lordelo, Maria Madalena dos Santos
Palavras-chave: broilers
nutridense corn
performance
digestibility
Data de Defesa: 2009
Resumo: Num mundo industrial, esforços para aumentar a eficiência estão ainda a ser aperfeiçoados. A carne de frango continua a ser a mais saudável e mais barata na maioria dos países, devendo-se a isto a principal razão do seu êxito mundial. Assim, na indústria de frangos de carne, os produtores apontam para uma redução dos seus custos valorizando a investigação a nível genético e nutricional. Muitos investigadores afirmam que os frangos de carne alimentam-se de forma a preencher as suas necessidades energéticas. Deste modo, a sua alimentação torna-se o factor mais dispendioso para os seus produtores. Assim, a energia é uma variável a ter em em grande consideração na formulação de dietas. Com esta preocupação em mente, investigadores desenvolveram vários procedimentos experimentais para medir a energia metabolizável nos alimentos e nas dietas para frangos. Como resultado, a energia metabolizável tornou-se a medida mais usada para calcular a disponibilidade de energia na alimentação de frangos. A energia metabolizável é determinada através de variados procedimentos experimentais, relacionando a entrada de alimento com a produção de dejectos pelo animal. Dois destes procedimentos experimentais, foram eleitos e amplamente usados para formulação de rações. São eles o cálculo da energia metabolizável aparente e verdadeira, com correcção para o nível de azoto no animal. A energia metabolizável verdadeira tem em conta as perdas de energia a nível endógeno e urinário. Com processos experimentais eficientes para medir a energia nos alimentos através dos animais, os produtores agrícolas em conjunto com os investigadores começaram a desenvolver novas variedades de ingredientes contendo nutrientes que fornecessem eficientemente proteína e/ou energia. Neste contexto, o milho é o ingrediente mais usado para fornecimento de energia na alimentação das aves. Como resultado, a selecção genética desenvolveu novas variedades de grãos de cereais, principalmente o milho, com características nutritivas aperfeiçoadas, resultando em estirpes de milho com concentrações superiores em nutrientes como o óleo de milho e aminoácidos (Hastad et al., 2005). Uma tal variedade de milho híbrido seleccionada é conhecida por milho "Nutridense" e tem no mínimo mais 1 % de óleo e mais 1 a 2 % de proteína comparado com o milho convencional (CC), contendo maiores quantidades de aminoácidos essenciais, incluindo lisina, aminoácidos sulfurados, treonina e triptofano (Akay et al., 2001). Com o intuito de comparar uma nova variedade de milho híbrido geneticamente seleccionado, "Nutridense" (ND), com o milho convencional usado em dietas “standard”, emtermos de digestibilidade e performance, realizou-se um ensaio experimental de digestibilidade e dois de performance, com frangos de carne. No estudo da digestibilidade, 288 pintos foram seleccionados e divididos por 24 gaiolas que se dividiam, por sua vez, em dois tratamentos com uma inclusão de 92,25 % de CC (tratamento 1) e de ND (tratamento 2). Aos 18 dias de idade, foi medida a digestibilidade da energia ao nível do íleo e das fezes e dos aminoácidos ao nível das fezes. Galos adultos foram também usados para a medição da digestibilidade verdadeira da energia e dos aminoácidos. Os resultados obtidos neste ensaio, indicaram que a energia metabolizável do ND é superior à do CC. No entanto, para a digestibilidade dos aminoácidos, o ND não mostrou diferenças significativas perante o CC. Nos estudos de performance, o primeiro ensaio foi realizado dos 0 aos 20 dias de idade, com 384 frangos seleccionados e divididos por 6 tratamentos diferentes. Os tratamentos 1, 2 e 3, proporcionaram 3084, 3108 e 3084 kcal/kg de energia metabolizável, e uma inclusão de 56,69 % de CC, 56,69 % de ND e 55,00 % de ND, respectivamente. Por sua vez, e a um nível energético mais baixo, os tratamentos 4, 5 e 6, proporcionaram 2852, 2874 and 2852 kcal/kg de energia metabolizável, e uma inclusão de 55,20 % de CC, 55,20 % de ND e 54,35 % de ND, respectivamente. Aos 6, 13 e aos 20 dias de idade, foram registados os pesos vivos e o consumo de ração de modo a calcular a eficiência alimentar dos animais. Os resultados neste estudo indicaram que, dos 0 aos 6 dias de idade, a interpretação dos resultados teria demasiados factores a considerar para se fazer um juízo correcto e fiável, em oposição aos intervalos que se seguiram. Assim, os resultados indicaram que não houve diferenças significativas ao nível da performance dos animais, relativamente ao tipo de milho utilizado. O segundo ensaio, relativo a performance, foi realizado dos 15 aos 33 dias de idade, e com 960 frangos que foram distribuídos por 4 tratamentos com 3084, 2852, 2874 e 2852 kcal/kg de energia metabolizável e com uma inclusão de 56,69 % de CC, 55,02 % de CC, 55,02 % de ND e 54,35 % ND, respectivamente. A eficiência alimentar dos animais foi calculada aos 33 dias de idade. Os resultados mostraram que os animais com acesso à ração com o nível energético mais alto, obtiveram performances significativamente superiores (P < 0.05) para um peso final semelhante aos dos restantes tratamentos em dietas com valores energéticos inferiores. Ainda assim, diferenças significativas resultantes do tipo de milho utilizado, não foram registadas. Estes resultados indicaram, assim, que performances similares dos frangos, podem ser obtidas quando o CC é substituído pelo ND. SUMARY - One digestibility and two performance experiments were conducted with broilers to compare the feeding value of conventional corn (CC) with Nutridense corn (ND). In experiment 1, 288 chicks were assigned to 24 experimental pens consisting of two treatments with an inclusion of 92.25% CC (treatment 1) and ND (treatment 2). At 18 days of age, birds were measured for energy and amino acids digestibility. Also, mature roosters were used for true amino acid and energy digestibility. Results in this experiment indicated a higher metabolizable energy value of ND over CC. However, for total digestible amino acids, ND registered no significant differences over CC. In experiment 2, for trial 1, 384 birds were assigned into 6 dietary treatments. Treatments 1, 2 and 3 provided 3084, 3108 and 3084 kcal/kg, and an inclusion of 56.69% CC, 56.69% ND and 55.00% ND, respectively. Treatments 4, 5 and 6 provided 2852, 2874 and 2852 kcal/kg, and an inclusion of 55.20% CC, 55.20% ND and 54.35% ND, respectively. For trial 2, 960 birds, were distributed through 4 dietary treatments that provided 3084, 2852, 2874 and 2852 kcal/kg. For both trials there were no significant differences in growth performance due to the type of corn.
Descrição: Mestrado em Engenharia Zootécnica - Produção Animal - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1656
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese.pdf587,72 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.