Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1652
Título: Default correlation implied from portfolio credit derivatives
Autor: Carvalho, Luís Manuel Lopes
Orientador: Gaspar, Raquel M.
Palavras-chave: Credit Risk
Credit Default Swap
Collateralized Debt Obligation
iTraxx
Default Correlation
Implied correlation
Risco de Crédito
Credit Default Swaps
CDO
iTraxx
Correlação de probabilidades de incumprimento
Correlações Implícitas
Data de Defesa: Mai-2009
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Carvalho, Luís Manuel Lopes. 2009. "Default correlation implied from portfolio credit derivatives". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão.
Resumo: Despite the absence of good theoretical models to cope with credit portfolio issues, the development of credit derivative markets and the popularity of portfolio credit derivatives have created the need of handling the issue of default correlations in some way. In that context the copula models emerged and became extremely popular within the industry. In recent studies copula models have been criticized for not being flexible enough and for being a static approach. The recent turmoil on the Asset Backed Security market and the failure of Lehman Brothers, Inc brought to discussion the accuracy of these models. Based on data provided by two banks, on default correlation implied from CDO tranche market quotes, we try to draw conclusions about: 1)The credibility of the HLPGC copula model; 2) The power that correlations between single name CDS spreads have to explain those implied by market data, specially during the current. For the empirical study we will use the most popular and liquid portfolio credit derivatives: Collateralized Debt Obligations (CDO based on the iTraxx credit index for 5 years maturity), and implied correlations of CDO tranches written on the same index. The data source will be Bloomberg for single name CDS spreads and Calyon and JP Morgan for implied correlations from a Copula model.
Apesar da inexistência de modelos teóricos robustos para lidar com carteiras de risco de crédito, o desenvolvimento e a popularidade dos mercados de derivados de crédito criaram a necessidade de lidar com a questão das correlações de probabilidades de incumprimento de uma forma simples. Foi neste contexto que surgiram os modelos de cópula associados à indústria do risco de crédito. Estudos recentes criticam os modelos de cópula pela sua falta de flexibilidade e por assumirem uma abordagem estática. A recente crise no mercado de titularizações de hipotecas bem como a falência do Lehman Brothers, Inc reacenderam a discussão sobre a eficácia destes modelos. Com base em informação cedida por dois bancos de investimento sobre correlações implícitas nas cotações de mercado de tranches de CDOs, procurar-se-á concluir acerca da: 1) Credibilidade do modelo de cópula HLPGC; 2) Capacidade que as correlações entre spreads dos CDS individuais têm, na actual crise, para explicar as correlações essas correlações implícitas. Para a análise empírica usamos a carteira mais líquida de derivados de crédito: o índice iTraxx com maturidade de 5 anos e as correlações implícitas para as tranches emitidas sobre esta carteira. As fontes de informação utilizadas são, a Bloomberg para os prémios de risco dos nomes que constituem o iTraxx e JP Morgan e Calyon para correlações implícitas geradas pelos seus modelos de cópula.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1652
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Luis Manuel Lopes Carvalho_versao final.pdf1,12 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.