Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1406
Título: Linfoma maligno multicêntrico canino
Autor: Proença, Ana Rita dos Santos Gonçalves
Orientador: Mouro, Sofia Maltez Ribeiro Baptista
Palavras-chave: Linfoma maligno multicêntrico
Canídeo
Citologia
Quimioterapia
Malignant multicentric lymphoma
Dogs
Cytology
Chemotherapy
Data de Defesa: 25-Set-2009
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Proença, A.R.S.G. (2009). Linfoma maligno multicêntrico canino. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Resumo: O linfoma maligno canino é um grupo heterogéneo de neoplasias com origem nas células linfóides, podendo atingir praticamente todas as regiões do organismo. A presente dissertação refere-se ao período de Setembro de 2008 a Junho de 2009, durante o qual foi desenvolvida a componente prática do Estágio Curricular de Mestrado Integrado, no Hospital Escolar da FMV, de Setembro 2008 a Fevereiro de 2009. Durante este período procedeu-se ao estudo de linfoma maligno multicêntrico em 8 canídeos que evidenciaram linfadenomegália ao exame físico e/ou exames citológicos ou histológicos positivos para linfoma maligno. O diagnóstico da doença foi realizado por análise citológica de linfonodo (n=7), baço (n=2) e medula óssea (n=1) e por exame histológico hepático (n=1). Adicionalmente realizaram-se exames complementares, nomeadamente a radiografia (n=6) e a ultrasonografia (n=6). Os 8 canídeos foram distribuídos pelos estadios clínicos da OMS sendo que 4 se enquadravam no estadio III, 3 no estadio IV e 1 no estadio V. Os sinais e sintomas clínicos mais consistentes com doença foram a linfadenomegália (n=7), perda de peso acentuada (n=5) e anorexia (n=4). Relativamente às alterações hematológicas, 4 canídeos apresentavam anemia. O tratamento quimioterápico baseado no protocolo CHOP de 19 semanas foi realizado em 4 canídeos. Dos restantes 4 animais, 3 foram submetidos a prednisolona e 1 não recebeu qualquer tipo de terapêutica. A mortalidade e morbilidade foram bastante elevadas nos 4 últimos casos. As alterações hematológicas foram a causa mais prevalente para o adiamento de algumas sessões de quimioterapia. Contudo, apesar da presença de efeitos secundários para o animal e dos possíveis riscos para a saúde pública, os efeitos benéficos do uso de quimioterápicos parece sobrepor-se aos potenciais riscos envolvidos. Duma maneira geral, os canídeos responderam bem à terapêutica quimioterápica mais complexa e os proprietários demonstraram-se satisfeitos com os resultados obtidos. Assim, tendo em conta que o linfoma maligno canino é dos tumores mais gratificantes de abordar com quimioterapia deve ser estabelecida uma correcta relação com os proprietários, de forma a aumentar a adesão ao tratamento.
ABSTRACT - MALIGNANT MULTICENTRIC LYMPHOMA IN DOG - The canine malignant lymphoma is a heterogeneous group of neoplasias whose origin is in lymphoreticular cells and can virtually reach every region of the organism. This thesis covers the period September 2008 to June 2009, during which took place the curricular training of the Integrated Master degree in Veterinary Medicine, at the FMV Teaching Hospital, September 2008 to February 2009. During this period there has been a study of malignant multicentric lymphoma in 8 dogs, these showed lymphadenomegaly at the physical exam and/or were positive to cytologic or histologic examination for malignant lymphoma. The diagnosis of the disease was made by cytological examination of lymph nodes (n = 7), spleen (n = 2), bone marrow (n = 1) and liver histology (n = 1). They were made some additional tests, including radiography (n = 6) and ultrasound (n = 6). The 8 dogs were distributed by the WHO clinical stage, 4 of which were in stage III and the other in stage IV. The clinical signs and symptoms more consistent with the disease were lymphadenomegaly (n = 7), severe weight loss (n = 5) and anorexia (n = 4). Anemia was found in 4 dogs at CBC count. The CHOP chemotherapy protocol of 19 weeks was conducted in 4 dogs. In the remaining 4 animals, 3 were submitted to prednisolone and 1 did not receive any therapy. The rate of mortality and morbidity was high in the last two cases. The hematologic toxicity was the most prevalent cause for the postponement of some chemotherapy sessions. However, despite the presence of side effects to the animal and possible risks to public health, the beneficial effects of the use of chemotherapy seems to overlap the potential risks involved. In general, dogs had a good response to chemotherapy and owners seemed to be satisfied with the results. The canine malignant lymphoma is one of the most rewarding tumors to treat with chemotherapy. Therefore, a proper relationship with the owners is very important in order to increase adherence to treatment.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1406
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Linfoma maligno multicêntrico canino.pdf3,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.