Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1381
Título: Doença renal crónica idiopática felina
Autor: Amador, Susana Maria dos Santos
Orientador: Mouro, Sofia Maltez Ribeiro Baptista
Palavras-chave: DRC Idiopática Felina
IRIS
Felídeos
Azotémia
Urémia
Feline Idiopathic CKD
Feline
Data de Defesa: 18-Set-2009
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Amador, S.M.S. (2009). Doença renal crónica idiopática felina. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Resumo: A Doença Renal Crónica (DRC) é uma doença com grande impacto na saúde dos felídeos geriátricos, e a frequência de diagnóstico tem aumentado significativamente na última década. É uma das mais importantes causas de morbilidade e mortalidade em gatos, e os factores de prognóstico têm sido abordados em diversos estudos retrospectivos. O presente trabalho foi desenvolvido no período de Setembro de 2008 a Janeiro de 2009, no contexto do estágio curricular final do Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, no Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa, e consistiu numa análise de uma amostra de 7 felídeos com DRC idiopática. O diagnóstico foi feito com base na presença de azotémia persistente (concentração plasmática de creatinina superior a 2,03 mg/dL), e na redução da capacidade de concentração urinária. A terapêutica definida para estes animais consistiu num plano de suporte e sintomático, nomeadamente, na administração de fluidoterapia endovenosa, controlo do vómito urémico pela associação de antagonistas dos receptores de H2 (ranitidina) e antagonistas dopaminérgicos (metoclopramida), profilaxia contra a gastrite aguda e enterite pela utilização de antagonistas dos receptores de H2 (famotidina), dieta renal e adição de quelantes intestinais de fósforo quando necessário. Foi realizado concomitantemente um outro estudo acerca da utilização do carbonato de lantânio (Renalzin®) como quelante intestinal de fósforo em 3 felídeos com DRC. Nestes animais procurou-se avaliar a evolução dos parâmetros bioquímicos renais (creatinina e ureia) e do fósforo, tendo sido sujeitos a 3 avaliações com intervalos de 45 dias. A frequência da DRC idiopática na amostra de felídeos internados no Hospital Escolar da FMV no referido período foi de 11%, ocupando o terceiro lugar das doenças mais diagnosticadas em felídeos. Cerca de 71,4% da amostra em estudo encontrava-se num estadio terminal da doença renal (estadio IV de acordo com o sistema de classificação proposto pela IRIS). A imprevisibilidade característica da progressão da DRC foi aqui observada, com 85,7% da amostra a sofrer, nalgum momento, um processo de agudização da sua doença renal crónica. A taxa de sobrevivência destes animais foi, por isso, reduzida. Quanto à eficácia do carbonato de lantânio enquanto quelante intestinal de fósforo, verificouse em todos os felídeos em estudo o controlo da fosfatémia, e mesmo uma melhoria dos parâmetros bioquímicos avaliados e do estado clínico dos pacientes. A DRC é incurável, e a sua progressão para uma fase terminal é inevitável. A prática de uma medicina preventiva nos pacientes geriátricos felídeos, poderá ser a chave do sucesso terapêutico nesta condição patológica idiopática.
ABSTRACT - FELINE IDIOPATHIC CHRONIC KIDNEY DISEASE - Chronic Kidney Disease (CKD) is a disorder with great impact in the health of geriatric cats and the frequency of diagnosis has increased significantly in the last decade. It is one of the most important causes of mortality in cats, and several retrospective studies have detailed the prognostic factors. The present study was developed as part of the curricular training in the Integrated Master degree in Veterinary Medicine at the Faculty of Veterinary Medicine Teaching Hospital of Lisbon and took place between September 2008 and January 2009. It consisted of a retrospective analysis of sample of seven cats with Feline Idiopathic Chronic Kidney Disease. The diagnosis was made on the presence of persistent azotemia (plasma creatinine concentration greater than 2,03 mg/dL), associated with reduced urinary concentration ability. Treatment for these animals is symptomatic and supportive, consisting of intravenous fluid therapy, control of uremic vomit with H2-receptor antagonists (ranitidine) associated with dopaminergic antagonists (metoclopramide). Prophylaxis against the acute gastritis and enteritis consists of H2-receptor antagonists (famotidine), renal diet and additional intestinal phosphate binders when necessary. Concomitantly, another study concerning the use of lanthanum carbonate (Renalzin®) as intestinal phosphate binder was carried through 3 cats with CKD. Three evaluations have been done, with intervals of 45 days, to inquire the evolution of the renal parameters (creatinine and urea) and phosphorus. Frequency of idiopathic CKD in the feline population of the Internal Medicine Service at the Faculty of Veterinary Medicine Teaching Hospital, during the period in question, was 11%, taking the third place among the most diagnosed feline diseases. Of the studied sample, 71,4% was in a terminal stage of the renal disease (stage IV, according to IRIS classification system). The unpredictable progression of CKD observed here is characteristic and 85,7% of the feline population will suffer, at some point, an acute on chronic renal failure. Survival rate of these animals was low. On the effectiveness of lanthanum carbonate as intestinal phosphorus binder, it was found in all three cats the control of phosphatemia, and even an improvement in biochemical parameters and patient’s clinical status. CKD is incurable, and its progression unavoidable. The practice of a preventive medicine in feline geriatric patients, could hold the key for therapeutic success in this idiopathic pathological condition.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1381
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Doença Renal Crónica Idiopática Felina.pdf1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.