UTL Repository >
Faculdade de Medicina Veterinária >
Biblioteca >
BFMV - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.5/1326

Título: Pain evaluation and control after routine interventions in cattle
Autor: Stilwell, George Thomas
Orientador: Lima, Miguel Luís Mendes Saraiva
Broom, Donald Maurice
Palavras-chave: Cattle
Pain assessement
Pain management
Analgesia
Cortisol
Behaviour
Castration
Dehorning
Bovino
Avaliação de dor
Controlo de dor
Comportamento
Castração
Descorna
Issue Date: 21-Sep-2009
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: STILWELL, G. T. (2009). Pain evaluation and control after routine interventions in cattle. Tese de Doutoramento. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa
Resumo: Disbudding and castration are two routine interventions in cattle practice. Both can cause severe pain and cause poor welfare. Through plasma cortisol levels and behaviour evaluation we measured pain caused by different disbudding and castration methods. We also studied the efficacy of several anaesthesia and analgesia protocols. The main conclusions are: - Cortisol together with behaviour assessment is very useful in detecting calves in pain. - Certain behaviours are only shown by very young calves. - Vocalization should not be used as a sign of pain in calves. - Scoop disbudding causes long term pain and local anaesthesia is not efficient. - Hot-iron disbudding causes severe pain during the procedure but does not differ from paste disbudding in the next hours. Local anaesthesia plus analgesia does reduce pain cause by these methods. - Xylazine causes an increase in cortisol even if pain is not induced. - Pain caused by clamp-castration lasts for at least 48 hours and is only controlled by long acting analgesics. - Surgical castration causes intense pain but shorter if two incisions are made instead of just one.
RESUMO - Avaliação e controlo da dor causada por intervenções de rotina em bovinos - A descorna e a castração de bovinos jovens são duas intervenções de rotina nas explorações. Ambas intervenções têm o potencial de causar dor e, portanto, de afectar gravemente o bem-estar animal. Através da medição do cortisol plasmático e avaliação do comportamento medimos a dor causada por diversos métodos de descorna e castração. Testámos ainda diversos protocolos de anestesia e analgesia. Principais conclusões: - O cortisol associado à observação do comportamento é eficaz na detecção de vitelos em dor. - Certos comportamentos de dor apenas são exibidos por animais muito novos. - A vocalização não é um sinal útil na identificação da dor em vitelos. - A descorna por amputação causa dor prolongada e a anestesia local não é eficaz. - O procedimento de descorna por ferro causa dor elevada, mas nas horas seguintes a dor não difere da descorna com pasta. A anestesia local associada a um analgésico controla a dor nestes dois métodos. - A xilazina causa elevação de cortisol mesmo quando não há dor. - Dor causada pela castração por esmagamento dura pelo menos 48 horas e só é controlada por analgésicos com acção prolongada. - Castração cirúrgica causa dor intensa mas menos prolongada quando feita através de duas incisões do que através de uma incisão.
Descrição: Tese de Doutoramento em Ciências Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1326
Appears in Collections:DC - Teses de Doutoramento
BFMV - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Pain evaluation and control after routine interventions in cattle.pdf1,72 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

 
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE