Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1247
Título: O efeito Book-to-Price nos mercados emergentes
Autor: Aguiar, Luís Alberto da Silva
Orientador: Duque, João
Palavras-chave: Eficiência de Mercado
informação financeira
Book-to- Price
Buy-and-Hold
Rendibilidade subsequente
Data de Defesa: Jul-2009
Editora: Instituto Superior de Economia e Gestão
Citação: Aguiar, Luís Alberto da Silva. 2009. "O efeito Book-to-Price nos mercados emergentes". Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Instituto Superior de Economia e Gestão
Resumo: Este estudo analisa a relação entre o rácio Book-to-Price das acções negociadas nas Bolsas de Valores de alguns mercados Emergentes e as rendibilidades subsequentes das respectivas acções, entre 1997 e 2007. O conceito de rendibilidade subsequente utilizado neste estudo baseia-se no estudo de Penman, Richardson e Tuna (2007). Isto é, pelo facto de se considerar que a maioria das informações contabilísticas relativos a um determinado exercício não se encontram disponíveis logo do final do ano fiscal, o retorno anual subsequente de cada titulo foi calculado com base na estratégia de Buy-and-Hold durante 12 meses, iniciado quatro meses após o fim do ano fiscal. Inicialmente, recorrendo a carteiras de acções ordenadas com base no rácio B/P, procuramos testar se as carteiras constituídas com empresas com maior B/P são aquelas que geram os maiores resultados futuros. Em seguida, de modo a formalizarmos a relação causal entre o rácio B/P e os retornos subsequentes das acções recorremos aos modelos econométricos. Os testes indicaram que as carteiras com maior B/P foram as carteiras que apresentaram os maiores resultados subsequentes. No entanto, esta relação positiva entre o rácio B/P e os retornos futuros das acções não se verifica com a mesma intensidade para todos os países. Principalmente, de acordo com os resultados dos modelos econométricos, o efeito Book-to-Price é mais evidente no mercado Bolsita Chinês, sendo esta relação positiva mais forte quando controlamos o efeito dimensão das empresas (Size) e o efeito da variável Beta.
Descrição: Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1247
Aparece nas colecções:BISEG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis
DG - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese final.pdf831,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.