Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1237
Título: Dermatites parasitárias no cão
Autor: Gamito, Marlene Sofia Rodrigues
Orientador: Silva, Cláudia M. Lopes
Sampaio, Isabel Maria S. Pereira da Fonseca de
Palavras-chave: DAPP
Dermatofitoses
Malassezia/Microsporum
Sarnas
Cão
Ectoparasiticidas
Parasitologia
Dermatites parasitárias
Dermatophytosis
Manges
Dog
Ectoparasiticides
Data de Defesa: 28-Jul-2009
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Citação: Gamito. M.R. (2009). Dermatites parasitárias no cão. Dissertação de Mestrado, Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Medicina Veterinária, Lisboa.
Resumo: Esta dissertação aborda a perspectiva clínica de algumas dermatites parasitárias frequentes no cão. O diagnóstico é algo difícil devido à semelhança da sintomatologia. Uma anamnese minuciosa é extremamente útil, nomeadamente no que se refere aos dados sobre a raça, a idade, o surgimento dos sintomas e sua evolução, e a presença de outros animais afectados. Existem animais portadores assintomáticos. Nas dermatites contagiosas é fulcral tratar os ambientes contaminados para eliminar fomites e prevenir recidivas. A sarcoptose, a queiletielose e as dermatofitoses são zoonoses. Um exame físico completo é relevante para o diagnóstico. As lesões e a sua distribuição fornecem pistas importantes da etiologia, auxiliando no estabelecimento de diagnósticos diferenciais. Algumas destas dermatites como a DAPP e as dermatites por Malassezia spp. têm uma forte componente alérgica. As dermatofitoses, as dermatites por Malassezia spp. e as demodicoses apresentam factores predisponentes que devem ser eliminados/controlados. Várias técnicas laboratoriais dermatológicas podem ser executadas na prática clínica. Os princípios activos usados no controlo/tratamento e respectivas apresentações comerciais têm acção contra vários agentes, facilitando e melhorando o seu uso. As necessidades do cliente, a sua condição económica, a personalidade e o próprio cão influenciam o controlo/tratamento. A educação do dono aumenta o seu empenho e o sucesso do controlo/tratamento.
ABSTRACT - PARASITIC DERMATITIS IN THE DOG - The clinical perspective of some frequent parasitic dermatitis in the dog is approached by this essay. The diagnosis is quite difficult due to the similarity of clinical signs. A thorough history is extremely helpful, especially data on breed, age, onset of symptoms and their development, and the presence of other affected animals. Asymptomatic carriers do exist. The treatment of contaminated environments is crucial in contagious dermatitis to eliminate fomites and prevent relapses. Sarcoptosis, cheyletiellosis and dermatophytosis are zoonoses. A complete physical examination is very useful for diagnosis. Lesions and their distribution give important clues of etiology, helping the establishment of differential diagnosis. Some of these dermatitis such as FAD and Malassezia spp. dermatitis have a strong alergic component. Dermatophytosis, Malassezia spp. dermatitis and demodicosis present predisposing factors that should be eliminated/controlled. Several dermatologic laboratory techniques can be executed in common clinical practice. The drugs used in control/treatment and their commercial presentations have action against several agents, making them easier and better to use. The client’s needs, economic condition, personality and dog influence control/treatment. The owner’s education increases his compliance and the success of control/treatment.
Descrição: Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1237
Aparece nas colecções:BFMV - Teses de Mestrado 2º. Ciclo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dermatites Parasitárias no Cão.pdf2,62 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.