Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1221
Título: Auto-organização em sistemas de sinais
Autor: Ramos, Joaquim Manuel Castelo
Orientador: Pereira, Henrique José de Figueiredo Garcia
Palavras-chave: Sistema de sinais
Parametrização
Autonomia
Museologia
Auto-organização
Inteligência de enxame
Signs system
Parametric design
museology
Autonomy
Self-organization
Swarm intelligence
Data de Defesa: Fev-2006
Editora: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Arquitectura
Citação: RAMOS, Joaquim Manuel Castelo - Auto-organização de sinais : elf-organization in signs systems. Lisboa: FAUTL, 2006. Tese de mestrado
Resumo: O presente trabalho propõe um modelo de sistemas de sinais - baseado em princípios bio-inspirados de auto-organização - que possibilita a emergência de conhecimento dos conteúdos museológicos de uma forma não pré-estabelecida, numa perspectiva de baixo para cima, através da contribuição livre dos fruidores do espaço/conteúdos. O sistema de sinais desenvolvido permite produzir, com a ajuda do público, diferentes propostas de variação programática, a partir da colecção permanente. Esta possibilidade inscreve-se na actual tendência em considerar o museu como um espaço activo. Por outro lado, o conceito de autonomia do objecto face ao seu criador, que está presente no sistema de sinais desenvolvido, enquadra-se nas modalidades mais interessantes do design contemporâneo, que defendem a adaptatividade e a personalização. A experimentação do sistema de sinais decorreu no Museu Nacional de Arte Antiga. Os resultados desta revelaram, por um lado, a capacidade de adaptação e autonomia do sistema, e por outro, a formação de associações entre obras de arte, demonstrando que a cooperação indirecta dos vários participantes na experiência, através do sistema de sinais, possibilitou a emergência de um tipo de conhecimento da colecção que não estava definido à priori.
The present work propose a signs system model - based in bio-inspired principles of self-organization - that makes it possible the emergency of knowledge about museum contents with no pre-commitment (a bottom-up approach) through the free contribution of the space/contents users. The developed signs system makes it possible to produce, from the permanent collection, different museum program variation driven by the public. This possibility is enrolled in the current trend in considering the museum as an active space. On the other hand, the concept of object autonomy from its creator, that is present in the developed signs system, fits to the most interesting modalities of contemporary design, that stress adaptability and costumization. The signs system experiment was held in Museu Nacional de Arte Antiga. The results revealed the system capacity of adaptation and autonomy, and the art works cluster formation, demonstrating that the indirect cooperation of the experiment participants, using the signs system, made possible emergency of a type of knowledge that was not in advance prescribed.
Descrição: Mestrado em Design
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1221
Aparece nas colecções:DHTAUD - Teses de Mestrado / Master Thesis
BFA - Teses de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
auto-organizacao_sistemas_sinais_JoaquimRamos.pdf4,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.