Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.5/1073
Título: Flora e vegetação dos salgados de Coina, Corroios e Alcochete
Autor: Almeida, Teresa Maria Luís Dias de
Orientador: Costa, José Carlos
Palavras-chave: Estuário
Tejo
fitossociologia
sapal
UPGMA
habitats
Data de Defesa: 2009
Resumo: O nosso estudo incidiu sobre flora e vegetação dos salgados de Coina, Corroios e Alcochete que se localizam na Reserva Natural do Estuário do Tejo, sendo o maior estuário da Europa Ocidental e um dos mais importantes da Costa Atlântica Europeia, cobrindo uma área de 32 500 ha. A Reserva Natural do Estuário do Tejo inclui as maiores extensões contínuas de sapal de maior significado no nosso país. Assinalaram-se 88 taxa, predominando os terófitos, hemicriptófitos e helófitos. No estudo da vegetação recorreu-se ao método hierárquico de fitossociologia clássica de Braun-Blanquet (escola paisagista e sigmatista Zurich-Montpellier), os quais permitiram definir 20 associações e 4 comunidades repartidas pelas seguintes classes: Ruppietea, Phragmito-Magnocaricetea, Spartinetea maritimae, Sarcocornietea fruticosae, Juncetea maritimi, Thero-Salicornietea, Saginetea maritimae, Pegano harmalae-Salsoletea vermiculatae, Artemisietea vulgaris e Nerio-Tamaricetea. Descreveram-se duas novas associações: Limonio vulgare–Juncetum subulati e Cotulo coronopifoliae-Triglochinetum barrelieri. Os inventários foram analisados pela “cluster analysis” UPGMA, obtendo-se uma boa correspondência entre este método e as comunidades fitossociológicas descritas, não se encontrando discrepâncias entre os resultados obtidos nos dois métodos de estudo da vegetação. Assinalaram-se 10 Habitats naturais e semi-naturais da Rede Natura 2000, sendo dois deles prioritários. ABSTRACT : Our study includes the flora and vegetation of salt marshes of Coina, Corroios and Alcochete, located in Natural Reserve of the Tagus Estuary, which is the biggest estuary in Occidental Europe and one of the most important in the European Atlantic Coast, covering an area of 32.500 hectares. The Reserve of the Tagus Estuary includes the largest continuous extensions of salt marsh of major importance in our country. In our area of study, we observed a total of 88 taxa, with the predominance of terophites, hemicriptophites and helophites. The saltmarshes and salines plant taxa and vegetation were studied using the classic hierarchical phytossociology approach of Braun-Blanquet (Landscape and Sygmatistic & Zurich-Montpellier school), that allowed us the definition of 20 associations and 4 communities divided into ten classes: Ruppietea, Phragmito-Magnocaricetea, Spartinetea maritimae, Sarcocornietea fruticosae, Juncetea maritimi, Thero-Salicornietea, Saginetea maritimae, Pegano harmalae-Salsoletea vermiculatae, Artemisietea vulgaris and Nerio-Tamaricetea. Two new associations were presented: Limonio vulgare–Juncetum subulati and Cotulo coronopifoliae-Triglochinetum barrelieri. The inventories were treated using the “cluster analysis” UPGMA. We obtained a good correspondence between the described phitossociological communities, without discrepancies between the results obtained in either method of the study of vegetation. We signalled 10 natural and semi-natural Habitats of the Natura Net 2000, being two of priority habitat.
Descrição: Mestrado em Engenharia Agronómica - Instituto Superior de Agronomia
URI: http://hdl.handle.net/10400.5/1073
Aparece nas colecções:BISA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Flora e vegetacao dos salgados de Coina, Corroios e Alcochete.pdf2,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.